A carga social

Por Maverick



Eu tenho notado neste tempo da Real um certo denominador comum entre os Realistas. Mesmo se ela aparece de forma evidente para nos todos, eu gostaria de colocar os pontos nos "i"s, tentar tirar um substrato deste fato maldito(ou não).

Todos os homens que frequentam este forum, qualquer que seja a sua idade ja sentiu na pele uma certa cobrança social que parece incombir as homens. Sua vida esta finalmente tomando o ramo que queria, e aparecem pessoas para cobrar de você certos valores. Por exemplo, a pressão de fundar uma familia, de se atar em um relacionamento estavel etc.

Qualquer que seja a situação financeira, social, ou emocional de um Homem, existe sempre uma cobrança para com as responsabilidades masculinas. Ela pode vir de mulheres, de parentes proximos, de amigos, e de uma forma geral, da sociedade/esquerdismo.

Para nos conservadores, esta forma parece ser a mais pura é honrada possivel. O Homem assumia uma posição forte dentro de sua familia, sendo o guardião desta mesma. Portanto, era o individuo que cuidava das despesas da casa, que agia em momentos dificeis e que suportava ao maximo o peso do patriarcado. Todos nos temos en nossas vidas, ou na nossa memoria, o simbolo de um homem antigo que sempre soube honrar as bolas. Ele tinha o dever de proteger a sua familia, de fazer tudo o que foi citado acima e carregar a familia sobre as costas, como uma "carga", que veio na cabeça como o termo de "carga social".

Visto na Real e nos modos antidos, a carga social não era uma coisa pejorativa. Ela colava simplesmente com o perfil do Homem, que nasceu com mais força fisica, com orgulho/ego. O homem nasceu para assumir este cargo. As mulheres, por mais independentes que possam ser, nunca terão o perfil necessario para assumir este carga, simplesmente porque sua natureza fazem delas seres idealistas. Até ai, nenhuma novidade.


Com o advento da sociedade moderna, e a emancipação, vimos mulheres adquirirem novos modos de vida, serem aptas a tomarem suas proprias cargas sociais nas costas. De uma certa forma, seria uma forma de reequilibrar a carga social em sua forma mais tradicional. Porém, aconteceu justamente o contrario, a emancipação so criou novas formas de carga social: elas viraram cargas afetivas, emocionais, psicologicas e outras merdas que vão alem da tolerância masculina.

Esta carga social virou polimorpha. A unica forma para o homem existir na realidade feminina porem, continua a mesma. Ele deve assumir certas responsabilidades que a mulher é incapaz de assumir, mesmo se a emancipação deu todas as cartas em suas mãos. A partir dali, é so apontar para o que varios realistas antigos e novos chamaram do "mimimi", de "vitimismo". Posso afirmar com a maior certeza do mundo, que nos paises mais feministas como a França ou a Suécia, o sentimento permanece o mesmo.

Conversei com uma psicologa recentemente(vizinha minha), que me relatou na realidade um tremendo mal estar feminino, uma carapuça formada por elas para poderem lidar com situações proximas das dos homens. Sua experiência mostrou que os homens destes paises abandonaram a mulher, a famosa "galanterie" françesa(atitude proxima do cavalheirismo) sumiu, e as mulheres sofrem por terem adquirido estas cargas sociais. Esta sendo extremamente comum ver mulheres entrarem em depressão extrema quando se vêem parindo, cuidando sozinhas de suas progênituras. Não é uma questão de inteligencia, de modelo social: elas simplesmente não tem o perfil carregar isto sozinhas sobre as costas.


O problema maior é que todas as cargas novas voltam na cara do Homem, que não pediu nada e se vê responsavel por falacias societais, como a falta de afeto/carência afetiva, falta de consideração por progenitura alheia, falta de interesse por fênomenos societais como mulheres com mais de 50 anos com apetite sexual descontrolado.


A Real é bem simples do que parece, pois a revolução feminina e modernista teve um lado positivo para o homem. Sim. Todas estas merdas novas que como por magia cairam no colo do homem, permanecem uma escolha nossa. Se for racional, se escutar seu instinto masculino você ja sabe a resposta para uma tal escolha.

Nada mudou, e ao meu ver nada mudara. A carga social sempre cairà sobre os ombros do homem, "culpado" de todos os fenomenos mais obscuros que acontecem com mulheres ou a sociedade . A diferença é que o homem sabe a sua posição ou de seus objetivos.

Senão, virara estes merdas que vivem as custas dos outros, até mesmo de mulheres para viver em uma forma de subsistência. Ou seja vidinha de merda.

Comece a avaliar qual é sua verdadeira carga social desde ja.

1 comentários:

  1. Amigão, sua vida é uma merda mesmo cara! Só te resta nascer de novo, boa sorte pra você.

    ResponderExcluir