“Você está sozinho? Tenho uma pessoa pra te apresentar!”

Por Sacerdote John Preston


Esses dias eu estava relendo o texto originado pelo meu relato, texto que fala que, se os pais da mulher te acham um bom partido, eles te vêem como um beta provedor. Lembrei-me de uma situação análoga à descrita no texto, tema deste atual tópico.

Praticamente todo mundo já passou pela seguinte situação: uma parente, uma amiga ou colega de trabalho (sim, 99,9% das vezes é uma mulher que faz isso) fica sabendo que você está solteiro e fala “Você está sozinho? Tenho uma pessoa pra te apresentar!”. 

Quando você finalmente conhece a tal “pessoa”, é uma mulher mediana/feia, ou é sem sal, ou é esquisita, ou tem personalidade inadequada (infantil, mal-humorada, psiquiátrica, etc), ou ainda uma combinação dessas características. Enfim, roubada!



Esse tipo de situação tem dois principais motivadores, a meu ver:




- Como pano de fundo, está aquela velha idéia de que “estar solteiro é mau, estar relacionado é bom”, amplamente propagada na matrix;

- “Corporativismo feminino”. Na grande maioria dos casos, quem fala em casamento é a mulher. Aquelas que manifestam esse desejo encontram apoio nas outras mulheres. Já o papel do homem no casamento é o de provedor, ou de troféu. Aqueles que não querem casar são vistos como “traidores da ordem natural das coisas”. Juntem isso e temos o seguinte raciocínio: “Vamos nos ajudar como grupo (feminazi), mantendo uma ordem natural que nos é conveniente (casamento/união estável)”.





Sabemos muito bem que, na Natureza, a fêmea é quem escolhe o macho. Logo, se uma mulher não consegue atrair homens, a ponto de necessitar do “corporativismo feminino” para isso, é porque há alguma coisa muito errada com essa mulher. 

Por mais que essas “empurradoras” digam que estão com boas intenções, que apenas querem juntar duas pessoas solteiras, esse tipo de situação só ocorre pra quem elas consideram como beta! Pra provar isso, imaginemos a seguinte situação: um cara com dinheiro e/ou status e considerado bonito, no nosso meio (muitos conhecem alguém assim) aparecendo com uma mulher como aquelas que são “empurradas” para os betas. A grande maioria das outras mulheres diria: “Ela é feia pra ele!” Elas não servem pros alfas, mas servem pros “amigos solteiros”? Ah vá pra PQP!

Moral da história: Se você está solteiro e tentam te empurrar uma “pessoa legal”, VOCÊ É CONSIDERADO UM BETA!

9 comentários:

  1. Mesmo eu nao aceitando sou considerado um BETA?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, se tu já leu o chá de buceta, dá pra aplicar as mesmas táticas sórdidas na mulher apresentada:

      - Aproveitar bastante, realizar as fantasias sexuais mais bizarras nela, humilhar bastante;

      - Alternar, para aumentar o prazo de duração do chá;

      - Derrubar a auto-estima dela;

      - Se preparar para o término;

      - Continuar focado no desenvolvimento pessoal.


      Fazendo isso, a fama de cafajeste vai se alastrar rapidamente (o que é muito positivo).

      Excluir
  2. Acrescentaria nessa história que também pais costumam ficar com essa empurroterapia quando um filho passa dos 30 solteiro. Nesse caso a solução acaba sendo não falar da própria vida aos progenitores nem falar aquilo que costuma fazer longe dos olhos deles. A exemplo do que fazem parentes, amigas e colegas de trabalho, pais também ficam querendo te empurrar alguma garota que você jamais cogitaria ou, caso não conheça, se conhecer também não cogitará.

    ResponderExcluir
  3. Mulher riquinha, mimada, filha única e bonita , é infantil e sempre vai querer um "pai"do lado. Já namorei uma ..é uma roubada, mandona pacas. Caí fora.

    ResponderExcluir
  4. Esse texto foi publicado pelo corno da rua. Conheço esse cara aí.... Kkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  5. Boa noite vc tem entre 18 anos ate 40 e. Gosta ser safada e que corno namorar ou cazar e gosta de caminhoneiro meu tel ai zap 62 982103987

    ResponderExcluir
  6. Já saí com mulher casada cujo marido se desmanchava de tesão vendo a amada transando e gozando loucamente comigo.Chegava com a esposa largava aos meus cuidados e ficava sentado, apertando o pau por cima da calça,nem tirava o pinto para fora.(as vezes a esposa vinha sozinha) e contava depois para o marido, que arrancava a roupa e cheirava, lambia para verificar o gozo.
    Teve um casal que estava de viagem e resolveu passar pela minha cidade (sorocaba sp) e a esposa transava comigo e o marido só observava sentado, num determinado momento gozou assim sentado, sem tocar no pau, só olhando a esposa transar comigo.
    Depois de vários dias eles estavam retornando de viagem e novamente pararam em sorocaba.Aí a esposa revelou o segredo dele- ela era mandona e ele obediente- num determinado momento ela disse mandando- agora revela o seu segredo- ele hesitou mas ela mandou, ele ficou com vergonha mas saiu da cadeira onde estava sentado, ela tirou a roupa dele, ele estava usando cinta liga espartilho, e calcinha, com um consolo imenso atolado na bunda.Então ela mandou ele voltar a sentar na cadeira, ele ficou admirando eu comer a esposa dele, então ela disse...meu corninho vai gozar...olha só...então ele com o pau de fora, sentado na cadeira com o consolo enterrado no cu fechou os olhos e a porra ejaculou no piso....Então ele se levantou, foi pro banheiro se arrumar.
    Gozei gostoso, então ele veio com o pau meio mole, enfiou na xana dela, transaram, trocaram juras de amor e fomos almoçar.
    Na volta meu pau teve o prazer de vasculhar o interior do cu daquela esposa safada, enquanto o marido se acabava na punheta.
    Quero mulher fogosa, cheirosa, discreta e que queira passar momentos agradáveis e sentir tesão para gozar comigo.
    Aprecio cada toque, sentindo o gosto, o calor, o cheiro.Nada de correria, merecemos coisa bem feita.
    machoalfasorocaba@bol.com.br
    Contatos via e mail acima.
    Sou bonito de corpo e rosto, ótimo nível, higiênico, saúde perfeita.
    Venha gozar comigo

    ResponderExcluir