A fase da revolta (apenas para os iniciantes)

O texto a seguir foi escrito para pessoas que já conhecem a Real há um ou dois meses. Se você descobriu a real há menos de um mês, NÃO LEIA ESSE TEXTO, PORQUE ELE NÃO É PRA VOCÊ!

Cena clássica do filme Matrix: Morpheus revela ao Neo toda a verdade a respeito da Matrix e de como o mundo real está destruído. Neo, totalmente chocado com a realidade cruel jogada na sua cara, se desespera, tenta agredir todo mundo e desmaia.... Quando acorda, ainda deseja que tudo aquilo fosse apenas um pesadelo. Mas não é!

O paralelo entre a cena do filme, descrita acima, e a fase da revolta de quem conhece a Real há pouco tempo, é total! A Real não é bonita; não é agradável; não oferece esperanças; e não oferece sonhos! A Real é apenas a Real: dura, cruel, fria, egoísta, desleal, trapaceira, arrogante, e absolutamente eugenista! Ela não liga a mínima se você é capaz de aceitá-la; não liga a mínima se você concorda ou não com as regras do jogo; ela não gosta de você, não liga a mínima se você entende ou não as regras, e não faz questão nenhuma que você vença o jogo!

Aceitar a Real como ela é não é algo tão simples como parece. Fomos doutrinados, desde cedo, que as pessoas são bondosas, são amigas umas das outras, e que, no final, o bem sempre vence. Sobre as mulheres, fomos doutrinados, desde cedo, por anos a fio, que elas são melhores que nós, homens! Fomos doutrinados de forma implacável, constante, que, se fôssemos bons, honestos, altruístas, conseguiríamos obter delas carinho, afeto, sexo e uma família feliz.

Qual a nossa surpresa quando descobrimos que, ao contrário do que nos ensinaram, as pessoas não são bondosas, e querem que você fracasse! Qual a sensação de descobrir que tudo que você acreditou a vida inteira não passava de pura ilusão, e que tudo que você construiu a vida inteira não passava de um imenso castelo de cartas? Uma verdadeira porra do caralho descobrir isso, não?

Para quem é novo na Real, descobrir a verdade sobre as mulheres e sobre os relacionamentos, descobrir que as regras do jogo dos relacionamentos é extremamente injusta, e descobrir que o caminho do sucesso é se tornar exatamente o oposto daquilo que você idealizava como homem e ser humano é difícil demais de se engolir. É pra deixar qualquer um puto.

Seria muito mais fácil se soubéssemos a real sobre as mulhreres o quanto antes. Até mesmo no caso das crianças adotadas, os psicólogos orientam que, quanto mais cedo a criança souber a verdade, melhor. Descobrir que é adotado, ou que um dos pais não é o verdadeiro só depois de adulto, é pedir para se revoltar contra todo mundo para sempre. E é o que acontece quando se revela a verdade para o adotado muito tardiamente.

Estou digitando esse texto enorme porque eu compreendo muito bem o que você, novato da Real, está sentindo nesse momento. Lembro como se fosse hoje quando eu descobri a Real; a sensação, no início, era de alívio, e, depois, de muito ódio e revolta. É muito revoltante descobrir que as mulheres te analisam de forma fria e cruel; descobrir que elas morrem de rir da sua baixa estatura, do seu cabelo (ou da falta dele); descobrir que elas dizem valorizar homens românticos, mas, na verdade, sentem nojo desse tipo de homem; e, principalmente, descobrir que a sociedade faz de tudo para esconder essas verdades de você, só para que você se enterre na depressão e na ansiedade.

Mas, se, por um lado, a Real mostra a você como o jogo funciona, por outro lado, ela te mostra o que você deve fazer para virar esse jogo ao seu favor. Se tornar alguém egoísta, voltado apenas para o próprio bem estar; malhar e ganhar músculos; descobrir formas de se ganhar dinheiro; investir na beleza do seu rosto e do seu cabelo; cuidar da sua vida sexual; fazer novas amizades (ainda que você saiba que amizades são inúteis, elas te trazem algum conforto apenas por estarem ali); desarmar os joguinhos femininos; e saber detectar quando seu relacionamento está indo bem ou quando está indo uma merda; tudo isso para que você, além de compreender como as coisas realmente funcionam, possa se tornar um homem de verdade, viril, seguro de si e focado no próprio crescimento pessoal.

O objetivo da filosofia da Real, muito maior que simplesmente desmascarar os jogos femininos, é transformar machos ômega de último grau em verdadeiros guerreiros, temidos e admirados pelas pessoas ao seu redor. Extrair, de cada um, o seu verdadeiro potencial, é a meta de quem trabalha, de alguma forma, pela propagação da Real. A Real funciona, e esse fato só pode ser provado se os homens que adotam essa filosofia conseguirem, de fato, uma transformação em suas vidas.

Se você frequenta os fóruns, grupos, páginas, blogs da Real já há vários meses, e até anos, e, mesmo assim, não sai do lugar, não malha, não está ganhando mais dinheiro, não pega ninguém, então a Real é inútil para você. Está perdendo o seu tempo. Para o seu bem, e para o bem da Real, o melhor é que você volte para a Matrix. Volte para a sua mãe solteira. Volte para os seus fóruns de games. Volte para o seu grupo de amigos emo. Volte para as suas miguxas. E esqueça tudo que você leu aqui! Talvez, voltando para a Matrix e quebrando a cara violentamente, você retorne e passe a levar o que você está aprendendo aqui mais a sério.





Quanto a você que está na fase da revolta, com ódio das mulheres, saiba que essa sensação é normal. Mas, enquanto você não superar essa revolta, sua capacidade cognitiva e sua lógica estarão comprometidas. Em outras palavras: você não vai conseguir raciocinar direito até superar essa fase. Você não está enxergando as coisas como deveria enxergar, e, por isso, você é um perigo para si próprio, neste momento!


Então, para o seu próprio bem, se afaste do convívio social por uns tempos.

Não saia por aí metendo a Real nas pessoas, como uma espécie de profeta que recém-descobriu a luz. Não fique no facebook chamando tudo que é mulher de vadia. Não fique chamando seus amigos de manginas. Não arrume briga com as pessoas por causa da Real. Não foi assim que você veio para a Real, então não pense que você conseguirá trazer outras pessoas dessa forma. 

Quando você pensar em meter a Real nas pessoas em público, tente se lembrar dessa imagem aqui:




E tenha paciência! Eu levei 6 meses para sair da fase da Revolta, e quase um ano para ficar tranquilo de novo! Quanto mais tu sofreu na matrix, quanto mais humilhações, pior será a sua revolta, e mais tempo vai levar para superar essa fase. E não tem muito o que se fazer, a não ser esperar.

Durante esse tempo, vá ler os livros de Nessahan Alita. Os blogs da Real, tanto os que estão em atividade quanto os extintos. Converse com membros mais antigos da Real e TENHA HUMILDADE DE NÃO ARRUMAR BRIGA COM ELES, CARALHO! TENHA HUMILDADE!


Seguindo os meus conselhos, você não vai evitar todos os problemas que a fase da revolta pode te trazer. Infelizmente, a fase da revolta compromete muito o raciocínio do cidadão, e haverá algumas consequências sempre. O que podemos fazer é tentar minimizar essas consequências, evitando o máximo de dano possível.

E vá cuidar do seu desenvolvimento pessoal, paspalho! Prove, para si mesmo, para os membros da Real, e para as pessoas de seu círculo social, que você é homem, que você é foda e que a Real funciona!

9 comentários:

  1. Sr.X, não consigo selecionar os textos para salvar em Word.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os textos estão bloqueados por que há desonrados ganhando dinheiro com o conteúdo sem postar a fonte.

      Mas divulga o link, pô.

      Excluir
    2. Por curiosidade, quem são esses mercenários?

      Acidez Mental?

      Excluir
    3. É algo como clube dos manginas.

      Excluir
  2. Realmente o sentimento é de revolta e cheguei a este ponto sozinho...De ficar longe do convívio por uns tempos...
    Vontade de sacanear as vadias...mas vou esperar...
    valeu ae pelo toque rs...Vi que nao sou só eu que fica na merda hahaha

    ResponderExcluir
  3. A real é essa mesmo. É foda de aceitar que irmãos, até pais e avós torcem contra você.

    ResponderExcluir
  4. A tirinha ficou hilária. Alfas podem falar qualquer real na lata.

    ResponderExcluir
  5. eu me vi nesse texto....ha um ano que descobri a real. Lembro-me que uns dos meus desatinos, foi postar coisas desmascarando as mulheres no facebook e comecei a ser chamado de louco, por elas até no meu ambiente de trabalho, algumas delas chegaram a me ofender com palavras e se intrigar comigo, depois eu entendi que é por que as carapuças serviram nelas. Com a ajuda de um amigo meu estudante de psicologia e que tambem conhece a real, ele foi me orientando e eu me acalmando...hoje eu me sinto 90% ja superado e bem, a única magoa é dos anos perdidos que vivi iludido com religiao, e doutrinamento romantico sobre mulheres onde apenas quebrei a cara, muitas decepções. eu vim descobrir a real com 29 anos, entao acho que custei demais e as vezes me sinto culpado, em pensar assim: PORQUE EU NAO PERCEBI ISSO MAIS CEDO???? mais como o tempo não volta, é olhar pra frente e ser feliz!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faço minhas suas palavras....principalmente o trecho: " a única magoa é dos anos perdidos que vivi iludido com religiao, e doutrinamento romântico", na minha fase de revolta, me afastei e exclui das redes sociais, todas as mulheres as quais eu era "miguxo - muleta emocional", sorte que me casei com uma mulher boa pra mim, então nunca mais tive necessidade de companhia feminina, mas antes quando era solteiro, punheteiro e pega-ninguém, companhia feminina é um vício maligno, mas era a única coisa que diminuia um pouco a sensação de solidão.

      Excluir