Seja um profissional honrado e não um vagabundo ingrato

Por Conde

Caros e ilustres confrades da Real.

Hoje quero lhes falar aqui a respeito do comportamento de muitos homens dentro de sua vida profissional. Como sempre abordamos, devemos nos focar principalmente em nosso crescimento e desenvolvimento pessoal e o trabalho está inserido neste contexto, obviamente.Lendo um dos ótimos textos do Doutrinador, "Como ser respeitado no trabalho", achei interessante fazer este tópico, não só para relembrar alguns pontos importantes abordados pelo Doutrinador mas também para dar algumas opiniões pessoais minhas.

Bom, vejo atualmente muitos caras que exigem muitos direitos mas faz corpo mole para cumprir seus deveres. Oras, a relação profissional é muito clara: você irá vender seus serviços/trabalhos para uma empresa que te der oportunidade para tal em troca de benefícios financeiros. Ou seja, se o cidadão é remunerado para exercer tarefas determinadas pela empresa que o contratou, ele deve fazer da melhor forma possível.

1) Seu Chefe/Patrão não é um Filho da Puta.

Por mais que ele possa ser ou você acha que seja, lembre-se de que por pior que seu patrão seja ele te estendeu a mão e lhe deu uma oportunidade na empresa dele. Manter uma empresa hoje em dia emana diversos gastos entre impostos, funcionários e manutenção/investimento nela em si. Vida de patrão, diferente do que muitos pensam, não é nada fácil .Evite atritos, procure ter uma relação no mínimo profissional com ele e/ou seus superiores. Já diz o ditado : "Manda quem pode, obedece quem tem juízo." Não se esqueça que amanhã você pode precisar de uma carta de referência. Nunca feche portas na sua vida, sempre saia pela porta da frente para mantê-la sempre aberta quando precisar voltar. Se você pode ter as pessoas ao seu lado, por que as terá contra?

2) Não seja acomodado.

Uma coisa que percebo muito hoje em dia é ver muito vagabundo acomodado em seus empregos. Ao invés de ficar reclamando que ganha pouco, que está trabalhando demais, se meter em greves e ficar metendo o pau nos seus superiores com colegas parasitas, procure sempre se atualizar, estudar, se aprimorar, esteja atento ao mercado de trabalho, sempre esteja procurando emprego melhor do que está ocupando atualmente. Além de melhorar seu curriculum e sua vida profissional, enquanto você reclama do seu atual emprego e salário, pode ter certeza que muitos queriam estar no seu lugar. Se você acha que ganha pouco, faça o melhor que você puder para que alguém veja seu potencial e lhe promova, caso isso não aconteça, mude de emprego.

3) Cumpra suas obrigações/deveres para fazer jus a seus direitos

Muitos reclamam de seus direitos mas poucos se lembram que antes disso tem seus DEVERES a serem cumpridos. Oras, se a empresa te contrata e assina a sua carteira, automaticamente você já estará amparado pelas leis trabalhistas. Portanto, honre esse voto de confiança e oportunidade dada por seu patrão e cumpra da melhor forma possível seus deveres e se necessário, até mais além disso. Seja pró-ativo, tenha iniciativa, não espere receber ordens do que você já sabe o que tem que fazer, não se limite apenas a fazer suas funções, fique de olho no que é necessário fazer ao seu redor. Se precisar chegar mais cedo chegue, se for necessário ficar um pouco mais, fique. E não faça corpo mole e cara de cú cagado quando for lhe for solicitado isso. Tenha empenho, dedicação e boa vontade em tudo que você faz. Parafraseando John F. Kennedy: "Não pergunte o que seu país pode fazer por você. Pergunte o que você pode fazer por seu país."

4) Não ponha a empresa no pau.

Não seja um desonrado parasita filho da puta. Se saiu da empresa, faça um acordo com seu patrão e o CUMPRA como homem e não como uma ratazana que após isso corre atrás de advogado para ir "atrás dos seu direitos". Além de desonrado, é uma porta que se fecha, não se esqueça que o mundo dá voltas, nunca se sabe o dia de amanhã. Se for um homem correto, estará saindo da empresa, pela porta da frente e deixando boa impressão por ter conseguido emprego melhor e não por conta de insatisfação com a empresa e salário. Nenhuma empresa é obrigada a manter e dar aumentos a vagabundos inúteis acomodados.

5)Tenha bom relacionamento social dentro da empresa.

Sempre cumprimente a todos, tenha educação e postura, seja atencioso e prestativo.Procure sempre ser pontual e organizado. Como diz o velho clichê, vista a camisa da empresa. Se tiver confraternizações, compareça, sempre tenha o melhor relacionamento e trânsito possível entre todos de sua empresa, sempre tenha uma boa rede de contatos profissionais. De repente, dentro desses contatos pode aparecer um que te dê uma dica de uma oportunidade/emprego melhor dentre outras coisas que lhe podem ser favoráveis mais a frente.

Outra coisa, não fique de fofoquinhas, evite falar mal dos outros nos corredores e nem fique de paquera dentro da empresa. Ouça mais e fale menos. Ali é local de trabalho, tenha isso em mente e em foco, e não um local para ficar discutindo o tempo todo os gols da rodada, a novela, o Big Brother, o novo penteado da secretária, a cor da privada do banheiro. Deixe para ter conversas alheias ao serviço quando estiver fora dele.

Em suma, não seja um anti-social revoltado, um rebelde sem causa. Isso não lhe trará benefício algum e será um motivo a mais para ser alvo em futuros cortes/dispensas na empresa.
Sem mais,

O Nobre Conde de Monte Cristo.

3 comentários:

  1. Um caralho, isso é um contrato, eu presto o serviço que ele necessita e ele me paga, simples assim, ele não tá me fazendo favor nenhum...

    ResponderExcluir
  2. Um caralho, isso é um contrato, eu presto o serviço que ele necessita e ele me paga, simples assim, ele não tá me fazendo favor nenhum...

    ResponderExcluir