Abortos são proporcionais à renda do homem

Por Arthur Vinicius


Sabe-se que milhares de mulheres no Brasil e no mundo fazem abortos. 


Mas algo que pouca gente se dá conta é de que tal procedimento satânico é feito mais quando essas mulheres irresponsáveis (e homens também)percebem que os caras com os quais se envolvem não têm condições financeiras para sustentar a criança. 


Contudo, quando o cara tem grana, e o mesmo deseja que elas façam o aborto, elas logo tratam de mudar de conversa e mostram-se pessoas de altos padrões morais, dizendo que isso é inadmissível e que têm juntos que pagar pela irresponsabilidade cometida, e assim fazem da criança uma espécie de Previdência, requerendo uma pensão alimenticia vitalícia, a qual a grana servirá mais para satisfazer aos caprichos delas e menos para cuidar da criança.




Logo o homem não tem direito algum de querer que a mulher faça aborto (muito embora esta prática seja inadmissível), e tal prática é feita somente quando a mulher percebe que a criança não poderá lhe trazer nenhum benefício financeiro. Do contrário elas levam a gravidez adiante para estornarem o cara. 

O homem não tem poder de decisão sobre aborto. Somente elas.

1 comentários:

  1. Arrombou as feministas desgraçadas a favor do aborto,na verdade elas querem assassinar os bêbês dos homens pobres que as engravidam e não o dos homens ricos.

    ResponderExcluir