50 Álbuns que todo homem deve ouvir - Parte 1

por The Irish Beer.

Falaê, negada.

Hoje eu vou começar uma nova série.
Serão recomendados aqui cinquenta álbuns que contém grandes canções, riffs de guitarra ou levadas de bateria que marcaram e fizeram história. Como toda coisa boa da vida, deve ser aproveitada por todo homem que se preze e claro, sem moderação.

Não vou colocar um estilo apenas, será uma compilação muito diversificada. Alguns serão coletâneas e outros ao vivo, não serão necessariamente gravados em estúdio. Aliás, algumas bandas aparecerão mais de uma vez, sabe como é...elas merecem.
Cada tópico terá dez álbuns, num total de cinco tópicos. Não existe uma ordem de preferência ou uma espécie de pódio Top Three, todos são igualmente importantes e de boa qualidade.

Esqueça as merdas que você ouvia no Disk MTV ou no Clipmania.

Quem quiser contribuir também com algum "spin-off", sinta-se em casa.

Sem mais enrolação, vamos lá.


Dream Theater - Images And Words

Imagem








Segundo álbum da famosa banda de Heavy Metal, embora seja muitas vezes confundido como sendo o primeiro. Veio na melhor época, época em que o grunge dominava o cenário do rock mainstream. Ao invés do som sujo e grave, surgiu o virtuosismo e a elaboração técnica da guitarra de John Petrucci. Destaque também para as linhas de teclado. Destaque para as músicas "Pull Me Under" e "Learning to Live". Pra quem é fã de Heavy Metal e Rock Progressivo, é uma ótima pedida.

Django Reinhardt - Djangology


Álbum coletânea do grande guitarrista de Gipsy Jazz, Django Reinhardt. Linhas melódicas belíssimas seguidas de algumas passagens da escala cromática. Som extremamente relaxante e bonito. Destaque para a música "Minor Swing", creio que o maior sucesso do guitarrista Belga.


Red Hot Chili Peppers - Californication


Sétimo álbum da banda Red Hot Chili Peppers. Apesar de ter álbuns tão bons quanto, foi nesse que a banda decolou de vez para o mainstream, recebendo vários prêmios. Guitarras Fender funkeadas, baixos graves, trabalho feito pela dupla John Frusciante (guitarra) e Flea (baixo) e grandes passagens rítmicas que possuem influência do funk, aliado ao rock mais leve característico da banda.
Destaque para as músicas "Californication", "Get On Top" e "Around The World".

King Crimson - In The Court Of The Crimson King


Álbum de estréia da banda inglesa de Rock Progressivo. Detalhe para as passagens acústicas das músicas "In the Court Of The Crimson King" e "Epitaph", trabalho feito com maestria pelo genial guitarrista Robert Fripp.
Recomendadíssimo.

Deep Purple - Nobody's Perfect


Deep Purple tocando ao vivo em 1998, durante a turnê do disco 'The House of The Blue Light'. Esse álbum é recheado dos grandes clássicos da banda, como Smoke On The Water, Hush, Perfect Strangers entre outros. Detalhe para os solos de teclado efetuado pelas mãos de Jon Lord, durante as pausas das músicas.
Um dos melhores álbuns ao vivo que eu já ouvi, e tenho o prazer de ter na minha coleção.

Jan Hammer - Miami Vice


Álbum Soundtrack do tecladista tcheco Jan Hammer. Linhas de sintetizador poderosas, destaque para a música "Payback". Recomendo pra quem quer fugir um pouco do escopo do rock. Porém, não achei esse álbum a venda aqui no Brasil, na Amazon ele está com um preço legal.

Faith No More - The Real Thing


Terceiro álbum da banda. Não precisa dizer que as músicas "Epic", "Falling to Pieces" e o cover da música "War Pigs", da banda Black Sabbath são os grandes destaques do álbum. Estréia do Mike Patton como vocalista da banda que aliás, que faz um trabalho primoroso com a mudança de vozes dentro das canções. Ritmos funkeados, bons riffs de guitarra e a criatividade anormal de Mike fazem desse álbum uma excelente pedida. Obrigatório.

B.B King & Eric Clapton - Riding With The King


Dois gênios do blues, alcançando o primeiro lugar no Top Blues Albums da Billboard. Preciso dizer alguma coisa? Destaque para a música homônima, aliás.

John 5 - The Devil Knows My Name


Um excelente guitarrista de country, rock e heavy metal. Álbum instrumental com influências de country rock. Pra quem não conhece, John 5 é um guitarrista virtuose que já trabalhou com artistas de grande porte como Marilyn Manson, Joe Satriani e David Lee Roth. Apesar de ser um álbum instrumental, ele se diferencia muito do comum por ter passagens mais obscuras e ter uma temática "horror", tudo isso mesclado às técnicas de guitarra country e passagens de blues. Ênfase para as músicas July 31st (The Last Stand) e 27 Needles.

The Beatles - Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band


Oitavo álbum da banda, dessa vez com uma faceta mais experimental e com diversas influências e instrumentos, como música oriental e escalas da música hindu. Muitos consideram esse álbum um dos berços do Rock Progressivo, pelo experimentalismo e pelos trechos e passagens que fogem do comum. A famosa "Lucy In The Sky With Diamonds" está presente no álbum.

Aguardem pela segunda parte.

1 comentários: