Relato, real a base do terror.

Por Lemmy


Nobres amigos da real, o tópico é grande mas CONTÉM 50 ANOS DE REAL. POR ISSO LEIAM COM ATENÇÃO.

Venho aqui fazer um relato sobre a vida do meu pai, homem que já errou muito e sempre me contou todos os erros, homem honesto, trabalhador e que foi FUDIDO pela Matrix, não só pela dele como a do pai dele. 

Meu pai nasceu em 1960 em uma família MILIONÁRIA do interior de São Paulo, meu pai era em sua infância tão rico que andava de avião com o pai dele, meu avô era o típico cafa sem noção, metia a rola em geral, gastava toda a grana e não era muito ligado na criação dos filhos, ele tem 5 filhos com a minha avó e mais 3 com outra mulher. 

Meu avô era o chefe da casa e comandava a família com mãos de ferro, mas o tempo foi passando e ele passou a ser um alcoólatra dos grandes, com o tempo ele se apaixonou por uma outra mulher e largou minha avô para ficar com ela, então meus amigos quando meu pai tinha 12 anos minha avó tinha sido abandonada pelo marido, minha avó era extremamente honrada e justa e saiu sem nada no divorcio pois era ignorante e naquela época não existiam direitos para as mulheres, meu avô simplesmente passou tudo para o nome dele, deu uma ninharia para ela não morrer de fome com os filhos e foi GASTAR TUDO com a nova mulher que TORROU TUDO QUE ELE TINHA em poucos anos.

Meu pai com 16 anos de idade foi morar na Inglaterra, tendo estudado em escolas de ponta, mas sempre sendo reprovado por só querer gastar o dinheiro do pai dele, foi ai que meu pai tirou uma grande lição da vida e me colocou para estudar firme desde de muito novo, meu pai comia geral, usava drogas pesadas e não estudava porra nenhuma, hoje em dia ele chora quando se lembra disso. 

Aos 20 anos voltou para o Brasil e uma mulher deu o golpe da barriga no meu pai, meu avô obrigou ele a casar com a mulher e arrumou um emprego PUBLICO para o meu pai ( antigamente era tudo indicação e meu avô era amigo de deputados e do governador) então lá estava meu pai ganhando seu salário(razoável) mas ainda recebendo boa ajuda do pai que apesar de já não ser tão rico continuava sendo bem de vida. 

Um dia meu pai chega em casa e descobre que sua mulher FUGIU com o amante que ERA RICO E LEVOU A CRIANÇA E TUDO da casa deles(TV,geladeira e essas coisas), meu pai sofreu pra caralho, entrou em depressão, virou alcoolatra e chegou até a ser preso.

Um dia meu pai entrou na justiça e conseguiu o direito de ver a criança, porém era na casa do novo marido da esposa dele, a criança mal olhava para o meu pai e o tratava muito mal(alienação parental das bravas) só sei que segundo meu pai me contou o novo marido da mulher o provocou meu pai se descontrolou e encheu ele de porrada, quebrou a casa toda e se enlouqueceu, bateu no cara, quebrou tudo que era dele antes, xingou a mulher, bateu no vizinho dela, brigou com policiais até ser imobilizado e colocado na cadeia, aonde ficou um tempo.


Quando saiu da cadeia virou um alcoólatra, sofria muito por ter sido trocado, via o menino crescer e não podia nem chegar perto dele pois a mãe conseguiu arrumar um meio de ele nunca mais ver a criança, o FILHO foi em pleno TRIBUNAL E DISSE aos 12 anos de IDADE QUE NUNCA MAIS QUERIA VER MEU PAI meu pai ficou enlouquecido pela dor, faltava o emprego, vivia bêbado, brigava com todo mundo ATÉ QUE SOFREU UM ACIDENTE DE MOTO tendo rompido músculos, tendões e deformado parte da face, sendo obrigado a se aposentar e perdendo GRANDE parte do salário (gratificações) precisando do auxilio do meu avô para viver, teve que vender um camarro que ele tinha na época para se sustentar pois meu avô já não era mais tão rico e ele não tinha mais a coordenação motora das pernas

Meu pai após esse incidente deu a volta por cima,largou a bebida e com muito esforço voltou a andar( com bengalas) e após muita fisioterapia voltou a andar razoavelmente, e se casou com a minha mãe, com quem teve 3 filhos, mas quando tudo parecia bem na vida, meu pai passa a ter graves problemas financeiros pois não podia voltar a trabalhar ainda pois tinha dores nas pernas e meu avô de tanto beber e comer putas faliu. Então eu aos 13 anos passei a ser pobre, os tempos ficaram difíceis, poucos aqui já foram ricos e depois ficaram pobres, eu e meus irmãos tivemos que ir para escolas públicas, minha mãe teve que ser professora da rede estadual sendo humilhada por marginaizinhos mirins e passou a estudar direito de noite e a situação piorava a cada mês mais pois cada dia meu avô mandava menos grana para nós. 

As coisas se apertaram tanto que começou a faltar até comida dentro de casa, eu que antes ia em restaurantes com minha família e comia tudo que queria, só podia tomar leite dia sim e dia não e as vezes tendo que abrir mão para o meu irmão mais novo tomar, me lembro que eu tive um nintendo que meu avô me deu na época, era uma fortuna e com o tempo todo mundo passou a comprar playstation e eu fui ficando para trás cada vez mais pobre em relação a meus amigos, meu pai vendeu o videogame um tempo depois por um cheque sem fundo.

Foi ai que no desespero meu pai vendeu nossa casa e fomos para a periferia, a casa era péssima, com pouco cômodos, janelas emperradas e goteiras( era foda dormir com o barulho dos pingos e tendo que arrastar o beliche toda a noite) eu tinha que dormir com os meus irmãos, eu dormia no beliche de baixo, meu irmão mais velho em cima e o mais novo em um colchonete. Foi então que meu pai investiu todo o dinheiro da venda da casa em ações que viraram pó ai fudeu tudo de vez. Meu pai teve que vender TUDO que tínhamos e nos mudamos para o Arizona nos E.U.A. 

Nossa vida como imigrante ilegal nos E.U.A era uma merda, era um inferno, como eu odiava, meu pai teve que trabalhar como zelador, entregador de pizza, faxina, pedreiro sendo HUMILHADO PELOS RACISTAS AMERICANOS que nos tratavam como vermes e meu pai reclamava de dores nas pernas, levava tombos, voltava para casa todo sujo e outras humilhações. Então meu pai que já foi rico e andava de avião agora era faxineiro e auxiliar de pedreiro , a vida da voltas, eu era maltratado na escola, era ignorado, era tratado como merda e com o tempo tive que sair da escola e ficamos nós três sem estudar pois o visto já tinha vencido, um amigo do prédio (pobre) aonde morávamos era meu único amigo, a mãe dele era Mexicana e o pai do Congo, logo ele era pobre, um dia a família dele foi deportada e eu fiquei sem amigo nenhum apenas brincando com os meus irmãos.

Minha mãe ficava em casa o dia todo estudando, foi ai que graças a deus veio nossa salvação, após 1 anos nos E.U.A minha mãe foi ao Brasil, prestou uma prova de concurso publico e PASSOU VOLTAMOS AO BRASIL!!!!!!!

Agora a situação havia melhorado, saímos da pobreza para classe média e como é bom ser classe média! Não posso andar de carrão mas dá para comer todos os dias e vez ou outra fazer uma gracinha, pude estudar em um colégio particular razoável e fui aprovado para um curso, mas me arrependi da escolha, larguei o curso e com o apoio de meu pai que me incentivou muito consegui passar para medicina! E esse é o maior orgulho para o meu pai, meu irmão mais velho faz direito e meu irmão mais novo tá no Ensino fundamental.
Somos hoje uma família feliz, meu pai é o chefe de casa e já voltou a andar quase que normalmente, largou a bebida e superou suas tristezas e humilhações que passou na vida e se dedica 24 horas por dia a guiar três homens de forma que eles sejam decentes, a renda aqui em casa subiu nos últimos anos de forma que meu pai pode me dar um carro bom recentemente, e hoje graças a Deus estou cada vez mais perto de me formar para conseguir tirar grana e ajudar meu pai a ter a vida que ele tinha quando moleque. 

A ex mulher do meu pai foi ABANDONADA pelo cafa com 40 anos de idade por uma de 20 e hoje TEM UMA BARRAQUINHA DE CACHORRO QUENTE, o filho dela FOI PRESO recentemente por TRÁFICO DE DROGAS e isso perturba muito o meu pai mas ele já superou o fato, meu avô morreu por causa de uma pancreatite e minha avó hoje vive bem tricotando e pintando. 

Meu pai me ensinou:
1) Nunca gastar com coisas desnecessárias.
2) Estudar firme.
3) Que sempre as coisas melhoram por piores que estejam se tivermos dedicação. 
4) A nunca beber e nem usar drogas. 
5) A amar muito a minha família e honrar sempre o meu pai. 
6) A ser centrado no meu sucesso, não perdendo tempo com nada fútil.
Em breve os libertos serão milhões .
Continuemos a espalhar a a real , que é triste e fria mas ao menos existe .


Participem da Comunidade:

Lemmy Kilmister

3 comentários:

  1. Olá, HH.Veja que vídeo mais misandríaco, peça para o pessoal clicar “não gostei”.http://www.youtube.com/watch?v=uHnnAtJcsy8&feature=g-feat* * *

    ResponderExcluir
  2. ainda bem que sua mão foi uma mulher honrada e ficou ao lado de seu pai mesmo nas dificuldades, e seu pai foi forte e superou a aprovação.

    ResponderExcluir
  3. otimo topico,fazia dias que não via um desses...

    ResponderExcluir