Por que o governo cria tantas leis para beneficiar a mulher?

Por Arthur Vinicius


No Brasil, e em outras partes do mundo, muitos homens são ou já foram injustiçados com leis que favorecem as mulheres, sobretudo aquelas relacionadas a divórcio. Alguns perdem muitos bens mas procuram seguir em frente. Outros perdem bens e filhos e resolvem se suicidar. Outros ainda vão para a prisão por não terem condições de arcar com certas despesas. Não importa o quão bom e correto o homem tenha sido, ele sofre nas mãos de pessoas que visam tão somente o seu próprio bem estar pessoal. 

Muitos desses (e de nós do fórum) se questionam do por quê sempre se dão mal em litigios contra ex mulheres, e por que não há leis que favoreçam os homens de alguma maneira. A partir de agora você vai saber por que os homens não são beneficiados em nada quando têm problemas com suas mulheres.





Para começo de conversa, as leis são criadas por aqueles que são investidos de autoridade: vereadores, deputados estaduais, federais e senadores, com o presidente do país sancionando ou vetando tais leis. Toda lei é criada de forma a proporcionar algum benefício para a sociedade, NA CONDIÇÃO de que seja favorável para o governo, gerando lucros ou minimizando prejuízos financeiros.

Assim sendo, as leis criadas para favorecer as mulheres não foram feitas propriamente por causa da compaixão que o governo tem com as mulheres, mas porque essas leis trazem LUCRO. Isso mesmo. As leis protecionistas ao sexo feminino geram receita para o governo. Vejamos alguns exemplos de como isto acontece.

1º - Leis acerca do divórcio. Quando um casal se separa, normalmente há uma partilha de bens, que são o patrimônio dos mesmos. Nessa partilha de bens, a mulher beneficiada poderá adquirir outros bens, que deverão ser declarados anualmente para o IR (Imposto de Renda), o que fará a receita do governo aumentar. O advogado também, ao ganhar a sua comissão, deverá fazer o mesmo, declarando sua renda ao IR. Assim o governo lucra em cima do homem (pois continuará tendo que declarar sua renda se não tiver ido à falência), da mulher e do advogado da mulher.

2º - Pensão alimentícia. Além de perder parte de seus bens na separação, os homens têm outro prejuízo: a pensão alimentícia, tendo que devolver parte do seu salário para a sua ex mulher e filhos. O dinheiro entregue à ex mulher gira em torno de 30 a 40% do seu salário, o que na maioria das vezes é desnecessário, já que cobre não apenas a subsistência alimentícia como também dá para comprar mais coisas, que normalmente a mulher compra para si mesma e não para os filhos. Sabe-se que dinheiro na mão de mulheres cria asas, pois elas adoram gastar. Assim sendo, com uma partilha salarial além do necessário, as mulheres irão movimentar a economia, comprando coisas fúteis. Para o governo, é mais interessante alguém gastar dinheiro do que poupar, economizar, como os homens tendem a fazer. Logo, mais dinheiro para elas significa mais compras, que irão gerar mais tributos para as empresas pagarem ao governo.

3º - Lei Maria da Penha. Esta lei foi criada para inibir a agressão dos homens às mulheres com as quais convivem. Contudo, tal lei não protege plenamente as mulheres dos seus agressores, como muita gente pensa. Quando um homem é preso acusado de agredir sua mulher, na delegacia ele pode escapar da prisão em muitos casos, bastando tão somente pagar uma fiança, estipulada pelo governo. O agressor, quando tem condições, paga a fiança e logo é solto, liberto, sendo recomendado a não praticar mais a agressão sob pena de ser preso. Mas em alguns casos, estes homens vão lá e matam suas mulheres, e depois somem de vista da polícia. O que parecia bondade do governo para as mulheres agora se vira contra elas, porque o homem pode ser liberto pagando uma fiança. Esse dinheiro da fiança vai parar nos cofres públicos, gerando receita para o governo. E assim, outras leis são criadas para favorecê-las, porque o governo sabe que pode sair lucrando com as confusões entre homens e mulheres.

Entenderam agora o por quê de tantas leis serem criadas para favorecê-las? É porque geram receita para o governo!!! A REAL é que o governo não tá nem aí pra homem e mulher alguma. O governo só quer saber de tirar dinheiro dos outros, e o resto que se dane!

11 comentários:

  1. muito interressante analisar essas quetôes, governo maldito

    ResponderExcluir
  2. Muito bom. No final, acho que todos sairemos perdendo. Homens nao mais existirao para pagar essas coisas. Hoje em dia os casamentos diminuiram. 

    As mulheres vao se bancar... Será? E o governo nao qr saber, seja de um ou de outro, ele quer sugar... vai sugar delas... Todo mundo sai perdendo...

    ResponderExcluir
  3. NAO EXISTE MAIOR ESCRAVO DO QUE AQUELE QUE PENSA QUE É LIVRE!

    ResponderExcluir
  4. Me banco sozinha. E sinceramente acho a maior furada o casamento para mulheres independentes. E outra coisa, mulher não gasta dinheiro com futilidades. A mulher é ensinada desde que nasce a ser vaidosa. Sociedade nenhuma olha com bons olhos mulheres desleixadas. E nem homens... Guardo dinheiro sim , é conheço muitas que o fazem. Aliás este comentário é meio ridículo pois em grande partes dos casamentos quem administra o dinheiro são as MULHERES. E eles não estão falidos por causa disso. Outra coisa o filho é dos dois é várias e várias vezes a mulher não consegui sustentar a família com a pensão. Então querido, não diga no coletivo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. nunca precisei de mulher nenhuma para administrar minha grana

      Excluir
    2. nunca precisei de mulher nenhuma para administrar minha grana

      Excluir
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  5. "Acho a maior furada o casamento para mulheres independentes".. o curioso é que vc fala como se o casamento fosse obrigatório.. e pra falar a verdade é bem mais fácil a mulher ser independente com todas essas leis favorecendo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assim como é muito fácil para vocês homens, gastar dinheiro com tantas outras coisas sem se preocupar com questões de "higiene e dever" que a sociedade impôs que nós mulheres, devemos seguir e obedecer. Quando você ficar com uma mulher três semanas depois de um término e ser chamado de "puta, vadia, piriguete" você poderá questionar alguma merda sobre relacionamento que você ta doido pra soltar!

      Excluir
  6. Mulherada economiza e homens gastam tudo que tem pra bancar de "Eu sou homem".Na balada mulher não gasta com bebidas e em muitos casos a entrada pra elas é de graça, mulher não paga o motel,mulher não usa seu carro pra "pegar" homens e nem buscar ele na faculdade ou trabalho,é raro mulher pagar pensão pra o marido em caso de separação (nesses casos se ela for bem de vida), bater em mulher é injustificável mais em muitos casos a mulher provoca o homem muito e nesses casos o homem é tem ser muito sábio poderia citar várias situações vou parar por aqui.

    No meu ponto de vista direitos tem que ser literalmente iguais!

    ResponderExcluir
  7. Mulherada economiza e homens gastam tudo que tem pra bancar de "Eu sou homem".Na balada mulher não gasta com bebidas e em muitos casos a entrada pra elas é de graça, mulher não paga o motel,mulher não usa seu carro pra "pegar" homens e nem buscar ele na faculdade ou trabalho,é raro mulher pagar pensão pra o marido em caso de separação (nesses casos se ela for bem de vida), bater em mulher é injustificável mais em muitos casos a mulher provoca o homem muito e nesses casos o homem é tem ser muito sábio poderia citar várias situações vou parar por aqui.

    No meu ponto de vista direitos tem que ser literalmente iguais!

    ResponderExcluir