O Amor da Brasileira e a Sociopatia.




Antes de mergulhar no tema vamostraçar os elementos componentes da personalidade da fêmea brasileira:narcisismo, hedonismo, materialismo, consumismo e orgulho sexista. Taiselementos que são valores culturais integram o ser e o dever ser da fêmea, queproduz condutas orientadas para o egoísmo sentimental, associada aos utilitarismos materiais e imateriais.
O exercício do amor femininoexige requisitos tais como: emocionalismo, disputa com outras fêmeas, desafio,aventura, fetiche, lucro material, exibicionismo. São valores culturais quecriam o chamado complexo hipergâmico. É a elitização de uma categoria pequenade machos para fins copulatórios e relacionais. As mulheres tornaram-se arrogantes, uma especie de objeto frio, inacessivel e exclusivo.


As fêmeas hoje sãoestimuladas a exercerem a liberdade sexual precocemente, e o fazem com os piorestipos de homens. Buscam afirmação e confirmação de seu poder sexual ereconhecimento social. Na escolha desses machos, não são levados em contacritérios racionais ou morais; isso não existe porque elas foram educadas poruma mídia feminista sociopata que promete lucros sem riscos. Tudo como se fosseo exercício de um direito inconseqüente; a promiscuidade promove as olimpíadas emocionaise egoicas. Viram lanchinho dos piores e tal pratica gera um significado de amorno inconsciente delas: amar é sofrer, tentar recuperar e lutar.
A sociopatia é uma doençaque se caracteriza pela ausência de moralidade e ética: a pessoa só se importacom ela mesma. Nesse caso é o puro egoísmo sentimental da brasileira. Abrasileira valoriza o cafajeste insensível e quer ser igual a ele. Vejo muitono facebook imagens que enaltecem essa incapacidade de sentir e até de amar, ridicularizamessa sensibilidade, pensam que são duronas e poderosas quando na verdade estãodesenvolvendo uma doença emocional; homens sinceros medianos são objetos detodo tipo piada, isso já é um dogma consolidado pela mídia feminista, e estesserão desrespeitados, humilhados e rejeitados nos relacionamentos. Para elas isso é sinonimo de poder, experiencia e sabedoria amorosa. Saciam o proprio o ego vendo o sujeito sofrer sem o menor tipo de ressentimento ou culpa.


A sociopatia não é umadoença exclusiva do macho  mas geralmente está associada a violência masculina e aoestelionato. Essa patologia pode ser graduada em leve, moderada e grave. Ostraços característicos dela são a ausência de sentimento pelo próximo, culpa,ressentimento e remorso. É a frieza que as mulheres almejam alcançar, odesapego. O estresse emocional que as brasileiras sofrem ao se relacionarem comos piores tipos de machos agridem seu equilíbrio psicológico. A promiscuidadegera ciclos quase que contínuos porque amor é loteria irracional segundo ospadrões midiáticos. Também é brincadeira incentivada pelas amigas, vão seagredindo e  se auto mutilando, não dando chance para que o organismo se recupere. 


Evidentemente a personalidade começa a sofrer danos e degeneração. A insensibilidade sociopata começa a se instalar. Praticaram a perversidadesexual a esmo, não possuem fontes de formação e manutenção moral, não seeducam, aderem a todo lixo midiático como se aquilo fosse um direito feminimoou feminista. Dificilmente uma fêmea vai sair desse padrão de vida; sempre continuarãonesse ritmo de instabilidade, promiscuidade e degeneração, tudo isso na buscade um amor perfeito com um cafajeste invejado e cobiçado, ou um rico, umdestacado, um estereótipo de valor cultural feminino, até perderem totalmente o valor perante o sexo masculino.

Quando essas fêmeassociopatas atravessam o caminho de homens bons e equilibrados, estes sofrerão violênciaemocional, um estelionato sentimental manifestação da patologia feminina, a agressão da mulher raramente é física.O que elas geralmente fazem: são insinceras, desonestas e traiçoeiras jamaisdirão que nada querem com você, ou o rejeitarão diretamente sempre prolongarão ador emocional e suas expectativas. 


Esses são alguns comportamentos que elasoferecerão: contradição, indefinição, mentira, simulação de desentendimento, tentarãocriar vinculo de dependência, dúvida, expectativa, exploração. Sempre dirão quetem depressão, dor de cabeça e farão greve de sexo, saída constante com amigas,desaparecimento súbito, celular desligado, infidelidade, sempre exigirão muito de você, humor ruim, etc. 


Sãosadomasoquistas emocionais. Atualmente, a mídia feminista tem abafado essesproblemas de personalidade das brasileiras que a meu ver é uma epidemia nãoidentificada, e lembre-se quanto mais velha maior o risco dela ser portadora deuma sociopatia. Porém a promiscuidade precoce, a má formação educacional emoral e os valores culturais são o ambiente perfeito para o surgimentopara o desenvolvimento disso. 


Portanto fique atento e ao menor sinal desses sintomas afaste-sedesse tipo de fêmea bastante comum em nossos dias. Consultem Nessahan mas não insistam em demasia, sejam práticos.








2 comentários:

  1. A sociedade está se tornando um antro de psicopatas. Essa é a real.

    Hoje, você não pode mais se basear por valores morais, sentimentos, mas só por conveniência. A tendência disso é piorar!

    ResponderExcluir