[Ultimo relato] Efeito colateral da matrix

Escrito e créditos de MANCHETE.

Bom pessoal gostaria de relatar aqui a minha história. Tenho 23 anos e sou casado há quase 2 anos.

Sempre fui um cara de boa aparência física, tímido e que fala pouco. Infelizmente acreditava no amor, e que ele poderia ser manifestado pelas mulheres. Hoje sei que apenas as mães o demonstram puramente. 

Gostava de sair mas nunca fui cafajeste, apesar de ter tido muitas oportunidades de sê-lo no fim de minha adolescência. Até mulher casada e com filhos deu brechas para mim, mas como não sou muito adepto ao cafajestismo e na época tímido demais para me envolver numa aventura - bem como temeroso de arrumar confusão - recusei a proposta.

Tinha uma vida excelente e liberdade para fazer tudo o que queria. Tinha amigos e uma poupança bancária razoável que acumulei ao longo da minha adolescência (comecei a trabalhar aos 14 anos). 

No entanto, não conseguia enxergar o poder que tinha em mãos e sempre fui meio deprimido e ansioso por acreditar no amor, aguardando que um dia se apaixonasse por alguém decente que me desse todo o amor perfeito que sonhava. Esse sentimento de expectativa reprimiu a alegria de minha adolescência.

A mulher que eu era apaixonado alternava entre interesse e desinteresse nos poucos contatos que tínhamos, e como era bonita e de família rica, sempre mostrou-se à mim inalcançável o que me sugava toda a alegria que poderia ter. Eu me sentia incompetente demais para conquistá-la.

Em meio à essa indecisão, conheci uma garota não tão bonita, mas que me perturbava e me deixava perplexo com os joguinhos (passava para mim a imagem de que era cobiçada por todos, o que me tornava cada vez mais dependente dela). 

Desde o dia que começamos a sair, ela me dava a impressão que tudo o que eu fazia era uma obrigação. Quando a coisa começou a ficar mais quente (em questão de poucas semanas), ela passou a ter atitudes que subliminarmente me passavam a idéia de obrigação de assumir um namoro. Depois de um bom tempo de namoro, me passava a idéia de que eu tinha a obrigação de assumir um noivado. O mesmo se deu até o casamento. 

Ela sempre foi muito ciumenta, o que afastou meus amigos de mim. Tinha que dar satisfação de tudo. Porém, eu sempre fui obediente à isso, pois tinha medo de perdê-la. Ela me fez esquecer de que eu era bonito, financeiramente estável e jovem. 

Certa vez, descobri que ela havia pego uma carona com um colega de trabalho de moto ainda por cima (li um relato parecido aqui, por meio dele descobri a comunidade). Fiquei arrasado, me senti um bosta. Fiquei uma noite inteira sem dormir e na manhã seguinte tive a péssima idéia de desabafar com a irmã dela. Obviamente ela defendeu a irmã e disse que ela era inocente por ser muito nova e blá blá blá. Caí nessa e continuei o namoro.

Gastei todo o meu dinheiro que havia poupado com festa de noivado, e as fotos, filmagens e buffet de festa de casamento. O que sobrou gastei nos eletrodomésticos e reforma da casa, pois o máximo que o pai dela fez foi dar um fogão vagabundo de presente que enferrujou na primeira semana. Não tinha tempo para mim, pois atuei como ajudante de pedreiro após o expediente para não ter que pagar outro pedreiro.

Me casei, com minha poupança zerada - e muitas dívidas. O dinheiro que eu tinha guardado para tirar minha carteira de habilitação e compra de carro foi gasto com as formalidades matrimoniais e casa. Algo elogiável, mas ela não enxerga o fato de que gastei o dinheiro com o casamento (uma boa causa para ela, visto que sonhava em ter uma grande feste) e vive reclamando de andar a pé e de ônibus, me fazendo sentir diariamente um merda incompetente por não possuir habilitação e carro. 

Ela também é uma geladeira no quesito sexo. Só faz quando eu cobro. Fiz o teste do Nessahan e funcionou, ela ficou semanas sem sentir falta de sexo.

Hoje perdi completamente o apego e escravidão emocional que possuía em relação à ela. No entanto não posso me separar dela pois sairia como vilão da história, e ela, a pobre vítima inocente. Minha família é muito conservadora e ela faria um escândalo de teatralidade e vitimismo caso eu o fizesse.

Estou completamente perdido e sinceramente não vejo saída para meu caso, a não ser continuar tentando viver nessa bosta de vida, onde sustento uma mulher que odeia cozinhar, me dá sexo de má qualidade e vive jogando na minha cara que não possuo carro e habilitação, me fazendo sentir um merda, e não posso fugir disso.

Por isso meu conselho é: NÃO CAIAM NO MITO DO AMOR ROMÂNTICO! NÃO É NECESSÁRIO CASAR-SE PARA VIVER!

Desculpem o texto enorme, mas acho que encontrei a comunidade ideal para dividir experiência neste sentido. Fiquem á vontade para fazer perguntas. Pelo que acompanhei na comunidade, poucos tem experiência com casamentos, mas peço que comentem meu caso, desde já agradeço. 

Abraços,
Manchete 

14 comentários:

  1. Minha vida foi praticamente relatada, é incrivel como a maioria dos casamentos se não todos, são iguais. quem estiver lendo esse texto, não case é serio mesmo, a gente so se ferra.

    ResponderExcluir
  2. coloco uma questão aqui a ambos, Magno e a quem narrou a história, não seriam capazes de virar o jogo e largar essas tralhas,peso morto? elas nao estao nem aí para nós....... e respondo...CLARO Q SIM, podem sim e devem, passei por isso a 12 anos atras e resolvi mudar meu destino, hoje sou realizado em partes, rumo a maiores conquistas, saí da cidade grande onde estava em uma matrix (com filho) e fui morar na praia(onde tem mtas safadas(cidade turistica cabo frio)),q estou a 5 anos, onde conheci uma vagabunda, vadia, mor com sindrome de Bca de neve e super limitrofe, borderline, multiples personalidades,aqui realmente abri meus olhos, qdo no passado oscilava entre entrar e sair da matrix inumeras vezes, hoje com 36 anos evolui profissionalmente, fisicamente, mentalmente e estou a um bom passo da GRANDE LIBERTAÇÃO EMOCIONAL, foda-se se saires como vilao, Familia q é familia apóia a decisão, preparem o terreno, deixe tudo esquematizado, inclusive o lado financeiro pois a lei é feminazista...e sejam felizes consigo mesmos...a vida é uma só, tudo passa, e depois vcs olham para tras e estarao sorrindo...LIBERDADE GUERREIROS...nunca desistam, mudem...EVOLUIR É MUDAR!

    tenho certeza q conseguem, e me identifico mto com o relato e sei o qto é dificil e q parece impossivel sair dessa...mas tenho fé q vcs vao virar o jogo...basta dar o PASSO...
    e esse passo ja é estar aqui...mta leitura e desapego sem revolta, sem reclamações,lamuria gera negativismo, o q se resiste persiste, o q se aceita ganha-se a força necessaria para lutar...


    ...meu apoio esta no universo a todas as pessoas como nós...
    sei o qto é dificil...
    justiça seja feita.
    temos duas mãos, duas pernas,etc, correntes foram feitas para serem quebradas...livre-se das prisoes mentais
    LIBERDADE CUMPADI!

    deixo minha dica primeira pra iniciar, CORRAM PRA ACADEMIA, arrumem esse tempo(essencial) som no ouvido e foco em si....mta paciencia, adrenalina e pé na estrada!

    o tempo esta do nosso lado lembrem-se disso.

    Mulher = vinagre
    Homem = Vinho
    o resto vc ja sabe!

    abs e FORÇA

    ResponderExcluir
  3. coloco uma questão aqui a ambos, Magno e a quem narrou a história, não seriam capazes de virar o jogo e largar essas tralhas,peso morto? elas nao estao nem aí para nós....... e respondo...CLARO Q SIM, podem sim e devem, passei por isso a 12 anos atras e resolvi mudar meu destino, hoje sou realizado em partes, rumo a maiores conquistas, saí da cidade grande onde estava em uma matrix (com filho) e fui morar na praia(onde tem mtas safadas(cidade turistica cabo frio)),q estou a 5 anos, onde conheci uma vagabunda, vadia, mor com sindrome de Bca de neve e super limitrofe, borderline, multiples personalidades,aqui realmente abri meus olhos, qdo no passado oscilava entre entrar e sair da matrix inumeras vezes, hoje com 36 anos evolui profissionalmente, fisicamente, mentalmente e estou a um bom passo da GRANDE LIBERTAÇÃO EMOCIONAL, foda-se se saires como vilao, Familia q é familia apóia a decisão, preparem o terreno, deixe tudo esquematizado, inclusive o lado financeiro pois a lei é feminazista...e sejam felizes consigo mesmos...a vida é uma só, tudo passa, e depois vcs olham para tras e estarao sorrindo...LIBERDADE GUERREIROS...nunca desistam, mudem...EVOLUIR É MUDAR!
     
    tenho certeza q conseguem, e me identifico mto com o relato e sei o qto é dificil e q parece impossivel sair dessa...mas tenho fé q vcs vao virar o jogo...basta dar o PASSO...
    e esse passo ja é estar aqui...mta leitura e desapego sem revolta, sem reclamações,lamuria gera negativismo, o q se resiste persiste, o q se aceita ganha-se a força necessaria para lutar...
     
     
    ...meu apoio esta no universo a todas as pessoas como nós...
    sei o qto é dificil...
    justiça seja feita.
    temos duas mãos, duas pernas,etc, correntes foram feitas para serem quebradas...livre-se das prisoes mentais
    LIBERDADE CUMPADI!
     
    deixo minha dica primeira pra iniciar, CORRAM PRA ACADEMIA, arrumem esse tempo(essencial) som no ouvido e foco em si....mta paciencia, adrenalina e pé na estrada!
     
    o tempo esta do nosso lado lembrem-se disso.
     
    Mulher = vinagre
    Homem = Vinho
    o resto vc ja sabe!
     
    abs e FORÇA

    ResponderExcluir
  4. houve um embate a alguns dias por aqui ,uma participante se mostrou crudelissima e falsa com um amigo,eu não postei ,porque foi fechado os comentarios sobre o texto que debatiamos,mas agora posso falar "fulana veio aqui,mostrou ser crudelissima e falsa,e ainda agiu como se isso fossem verdadeiros atributos...homens que querem casar e constituir familia:boa sorte!!!"

    e manchete,voce ainda é um guri,e vai se sair dessa concerteza,pois ja ta no meio caminho,ja sacou o poder que tem em mãos...

    boa sorte!!!

    ResponderExcluir
  5. Acaba com esse relacionamento e segue tua vida. Por mais que sua família seja conservadora eles deveriam ficar do teu lado e entender a situação. Tu não é um merda, olhe para tudo que você fez, o único erro foi ter direcionado sua felicidade para o canal errado. Boa sorte.

    ResponderExcluir
  6. Olha cara, nunca fui casado, tenho 25 anos, mas sou observador do comportamento humano... te relato algumas coisas que presenciei durante minha vida:

    - pelo que relatou sobre tua esposa de ter pego carona com colega dela, caro manchete, isso é meio caminho andado para ela ter te traído, mulheres só tem consideração com aqueles homens que não estão nem aí para elas (os que não tiram fotos com ela e colocam em rede social, os que não pedem em namoro, os que não pedem em casamento) e NUNCA peça conselho à NINGUÉM do teu círculo social, se tu for pedir para homem, ele pode estar muito bem a fim dela e usar isso contra ti ou já está até pegando ela... e se tu for pedir para uma mulher, isso é universal, no âmbito dos envolvimentos homem/mulher... a mulher sempre será a favor de outras mulheres... EX:
    tu pedir conselho para QUALQUER mulher (seja tua irmã, mãe, prima, amiga etc) ela sempre puxará para o lado da mulher que tu estiver ficando...

    - geralmente as mulheres "casam" com aqueles homens que elas desprezavam durante o colégio, repare bem, não é difícil tu encontrar uma gostosa com um gordo "tetinha", nerd, bonzinho etc

    Outra observação: mulheres que usam determinado tipo de locomoção quando tem algum companheiro:

    - mulheres que andam a pé / ônibus / metrô com o cara = são as mulheres "de fé" (válido apenas para mulheres interessantes que tem várias opções de homens);

    - mulheres que andam de moto com o cara = são mulheres que gostam de homem que não presta;

    - mulheres que só querem andar de carro = provável interesseira.

    Não é absoluto que eu escrevi, mas tenho 99,99% de certeza de tudo que relatei...

    ResponderExcluir
  7. pois é Carlos e conselho de mulher em relação a isso,é  a morte,fico surpreso ainda quando vejo que amigos meus que tem bastante amigas,conseguem se arranjar,porque o que vejo de homem que tem muita amiga ter personalidade quebrada por conta desses "conselhos femininos " vou te contar...

    ResponderExcluir
  8. ABRAÇOS AO SELECTOR!

    ResponderExcluir
  9.  agente ve uma historia que se repete ,o manchete  no minimo é um daqueles bons rapazes,que pensa no proximo,nas consequencias de seus atos,que é pra casar,que toda mulher fala que quer,quando tem um microfone apontado na boca,porque na real...

    ResponderExcluir
  10. foda mesmo isso... agora deixo aqui uma sugestão que, certamente é a mais difícil de se tomar, mas que certamente seria uma que mudaria a sua vida...

    ligue o FODA-SE e faça o que tem que ser feito! Não jogue sua vida fora por causa de alguma coisa material, emocional ou por ficar com medinho do que vão pensar de você! O que as outras pessoas pensam de vc é problema delas! O importante é o que vc pensa de vc, e se não ta feliz com o casamento, manda tudo pro espaço e vai viver a vida que vc quer.

    A VIDA É CURTA D+ PRA FICAR SE PREOCUPANDO COM A OPINIÃO DOS OUTROS... SE PREOCUPE COM A SUA, E SÓ!

    ResponderExcluir
  11. Hoje em dia o mundo tá muito feminista, de qualquer forma você vai sair como vilão! A solução é a morte do "Ego", que dentre as ferramentas pra isso é o desprendimento da opinião alheia. Se você não aguenta mais, abandone essa megera e vá viver sua vida, pois você é um homem, não uma mula de carga! Força homem, pois a nossa jornada não é fácil, não é confortável, não é bonita. Mas o prazer de superá-la é melhor ainda!

    ResponderExcluir
  12. sem falar que a "matrix" é muito envolvente,mesmo saindo desse casamento,precisará se policiar,eu estou saindo de um "casamento" digamos assim,estava casado com uma vida e com hábitos errados,em que nada dava certo...

    ResponderExcluir
  13. Rapaz, que mane historia de continua com isso. Mete o pé nessa vadia e pague o preço (feliz da vida).

    ResponderExcluir
  14. Você já deu o primeiro passo: reconhecer. Agora siga os mandamentos do Homem Honrado e assuma de volta o controle da sua vida. Você tem todas as armas na mão, falta a iniciativa. Lembre-se: a prioridade na tua vida é você. Sua família tem que conviver com suas escolhas então não a use como escudo contra a real. Boa sorte.

    ResponderExcluir