A Retórica emocional feminina e a Ética do politicamente correto Feminismo


Quantos já não presenciaram chiliques, birras e acesso de raivadas fêmeas quando valores e padrões feministas são contestados creio que muitosjá testemunharam e protagonizaram isso nos mais diversos ambientes e isso partenaturalmente delas porque assim foram adestradas e ensinadas pelo sistemaesquerdista midiático que está em vigor neste país, hilariante é que sequerentendem as razões, as causas; se manifestam como se aquilo fosse um ato deameaça ou violência, uma opinião em contrário e pronto, entram em convulsão verbal,estão zumbinificadas ou robotizadas.
A razão disso é simples, as fêmeas possuem um filtro deapreensão dos significados, visual e simbólico predominantemente emocional, nãohá contestação lógica profunda, a interpretação delas centra-se nasuperficialidade, uma espécie de binário antagônico imaginativo ou contextualque está associado a sensações, emoções e desejos não quero aqui delinear umateoria geral apenas destaco aspectos relevantes e comuns podem ser adicionadoscritérios de espaço e tempo.
Os binários antagônicos podem ser: bem, mal, bom, ruim,quente, frio, salgado, doce,sol, lua, atração, rejeição, amor e ódio, passado,presente, são paulo, nova Iorque,  rico,pobre, assim por diante, os conceitos as memórias e a empatia são apreendidas emcircunstâncias e narrativas de um discurso que deve ser dito na “linguagemdelas”. Notaram alguma semelhança com a “linguagem ou discurso” dopoliticamente correto? Estamos na era da feminização das informações,os homens não ensinados ou formados ficam "travados" em suas interpretações e anulados em sua identidade instintiva comportamental.
Para os mais empolgados já vou dizendo esse discurso desensações e justiça emocional desde que corretamente incorporados e aplicados deforma teatral quase que natural é uma ferramenta poderosa de persuasão econvencimento de fêmeas, mas não uma garantia ou fórmula de sedução ouconquista, geram atenção; dependendo da segurança e beleza da garota deve-seaplicar desqualificadores de conduta e estética dentre outros. Existem outrosfatores na mentalidade e avaliação delas: megalomania sexista, utilitarismo,fetiche e hipergamia que determinam atração e relacionamento e nesse processonão há justiça, ponderação, clareza comportamental, encontraremos  mentiras, indefinições e ambigüidades.
A ética feminista e os valores midiáticos respectivos sãocontra a natureza e os instintos humanos, porém esse enxerto maldito tãopropalado atualmente ainda não entrou em choque com os instintos e instituiçõesmais nobres (maternidade e família) na mentalidade coletiva das fêmeas porque érecente, e a fermentação e a massa das descontentes ou solteiras desvalorizadasestão em seu inicio de represamento. A fêmea não tem visão espaço tempo desenvolvida e ainda estãosob a égide do lucro fácil que seus corpos lhe rendem, estão fascinadas ehipnotizadas, o discurso feminista as encantou, que grande “xaveco” ou cantadaideológica histórica. Será que as fêmeas se declararão vitimas do própriodiscurso que as vitimizam eternamente ou preferirão culpar os machos pelaimpossibilidade de serem mães e constituírem família? Enfim nos seus anos debarganha sexual máxima elas criaram uma aura de onipotência que inflacionou oseu próprio valor perante os machos compatíveis ou equivalentes, ignoram anatureza masculina e os equivalentes porque são egoístas fascinadas pelo discursosexista feminista, acreditam que estão num patamar superior numa espécie deguerra, disputa e competição querem se afirmar o tempo todo e serem bajuladas pormuitos machos necessitados. O cotidiano se tornou uma balada e passarela permanente paraelas.
Nenhuma fêmea moderna que se preze irá declarar que pratica apromiscuidade, ainda assim elas querem preservar a imagem e reputação diante defuturos provedores sempre querem criar uma atmosfera excludente e purificadora desua errância e responsabilidade afetivo sexual, na prática a defesa anti-vadiaseja no discurso ou na hora da intimidade é mero supérfluo ou resquício instintivoelas o fazem naturalmente, mas a imagem da fêmea atual é incompatível com issoe os homens sabem desse artifício ineficaz, o pudor e a pureza romântica sãomeros elementos ludibriadores e controladores dos desavisados e inexperientes.
Critiquem, refutem, analisem, comentem, pensem, corrijam etc. Estamos aqui para nos desenvolvermos, conhecermos  e evoluirmos.

1 comentários:

  1. A escrita tá ruim, palavras juntas, parece que não teve revisão ortográfica. Que que tá acontecendo? A Real pregada com palavras juntas?

    ResponderExcluir