O Brasil é a nação das Periguetes!!!

Regiane Alves será a nova periguete da TV


O termo "periguete" já atéentrou na nova edição do dicionário "Aurélio". Depois do sucesso deNatalie Lamour (Deborah Secco) em "Insensato Coração", agora é a vezde Regiane Alves, 33, representar a classe, definida como sendo de moças oumulheres que, "não tendo namorado, demonstram interesse por qualquerum"."Não tem como não lembrar da Natalie Lamour, mas dentro dadramaturgia tem vários personagens assim. Tem a chata, a engraçada, a vilã, masa figura da 'periguete' é nova, acompanhou a modernidade. No início ela éassim, mas depois passa a ser outra coisa", explica Regiane. Ela será aex-personal trainer Cris em "A Vida da Gente", nova novela das 18h daGlobo, que estreia dia 26. Paulista de Santo André, ela lembra que, desde ainfância, conheceu tipos como a Cris, que tentavam, a todo custo, subir navida. "Lá tem essa coisa de morar em bairro e lembro das mulheres maisvelhas que queriam sair com o cara que tivesse condição. Isso é quase umaprofissão. Acho um absurdo a mulher querer depender do cara pra viver",diz. A personagem será o pivô da separação do casal Eva (Ana Beatriz Nogueira)e Jonas (Paulo Betti) e fará de tudo para engravidar do amado, que é estéril.Fonte http://f5.folha.uol.com.br/televisao/975470-regiane-alves-diz-que-ser-periguete-hoje-e-quase-profissao.shtml

O termo periguete designa aquelasmulheres que estão por volta de seus trinta e poucos anos (28-34) e que não conseguiramprender um macho alfa provedor durante sua carreira sexual promiscua exercidana juventude e agora no final de sua carreira que termina com a beleza de seucorpo tentam a todo custo prender machos que possuam potencial provedorismo,que possam sustentá-las e até formar família.
Esse é o vale–tudo da brasileiramoderna nesse momento final atacam todo tipo de macho desde que tenham ótimascondições financeiras pode ser quarentão, cinqüentão casado ou solteiro,algumas até fazem viagens pelo exterior na vã esperança de prender gringosgastam toda poupancinha ou se endividam a prazo, elas não perdoam ninguém.Geralmente essas mulheres não conseguiram grandes carreiras profissionais eestão assustadas com o envelhecimento e saem caçando homens numa espécie de safárissexuais que lhes garantam as utilidades vitalícias de previdência social eseguro bancadas pelo sexo masculino, pelos machos. Usam até as redes deencontro e flerte disponíveis na internet.


São fêmeas egressas de ummercado sexual do qual não já não podem participar diante da baixa competitividadeque o envelhecer da carne lhes dá, a carreira sexual vivida com emoção,arrogância, egolatria, rejeição desenfreada, fetiches, festas e baladas, viagenssexo farto com playboys, cafajestes e sarados está chegando ao fim.

Muitas famílias  são alvosdesse tipo de mulheres. Elas têm como meta laçar empresários, executivos eprofissionais liberais casados  que estejam estabilizados, até estudam os locais e ambientes ondepodem encontrar este determinado perfil de macho, é uma hipegarmia extemporâneae censitária, geralmente começam na qualidade de amantes e vão extorquindo bense garantias do macho pressionando para que se divorcie outras dão o golpe dopacote, engravidando. O binômio emoção e lucro geralmente andam juntos no seu modo de atuar.




As periguetes são mutantes de acordo com o ambiente social se adaptam ao estilo, elegância e etiqueta, umas são vulgares e outras são imperceptiveis visualmente.
Estes é um dos efeitoscolaterais do feminismo e sua política de liberdade sexual desenfreada anti-famíliae religião.



0 comentários:

Postar um comentário