Carência, apego e a Real

Por Ulysses

A carência é um estado, onde o sujeito depende de outro para se sentir feliz ou confiante.

Baixa auto estima, falta de noção da realidade, traumas, termino de relacionamentos, essas são algumas causas da carência.
Resumindo, qualquer grande abalo emocional, pode gerar a carência.

Esse é o combustível do apego.
Apego é o medo de perder algo, nesse caso, perder a parceira ou “alvo”, devido a esse medo, atitudes impensadas são vistas como soluções, quando na verdade agravam ainda mais o problema, desde declarações de amor a crimes passionais.


O passo mais importante para o recém chegado a Real é acabar com a carência e o apego.
Não se deixe enganar por “sentimentos” desapegue-se deles o máximo possível , sua mente deve ser clara para enxergar a verdade em qualquer situação.

Alguns brincam que “A real dá poderes paranormais”, por que conseguem prever o rumo do relacionamento dos amigos e parentes...
Com o desapego bem desenvolvido, e conhecimento da Real, todo relacionamento se torna claro e descomplicado, as mulheres se tornam livros abertos e seus jogos óbvios e simples de desarticular.

Mas como ocorre o processo de desapego?

Infelizmente o comportamento mais comum ainda é a revolta, porem é a mais improdutiva, enganosa e nociva.
Quanto mais afundado na matrix o sujeito está ao conhecer a Real, maiores a chances de entrar no estado de revolta.

O estado de revolta é onde o sujeito justifica uma total aversão ao sexo feminino, certas vezes chegando a misoginia, devido a sua incapacidade de lidar com elas.
Ele não aceita que o problema está nele, e muito menos se motiva a buscar uma solução.

Ao substituir o apego por um sentimento de revolta, o julgamento fica igualmente comprometido, passam a ver só o pior e são incapazes de se relacionar ou de sair da zona de conforto. 

A melhor forma de desenvolver um desapego sadio é a aceitação e a busca por conhecimento.

“Apenas aceite as coisas. Uma vez tendo aceitado as coisas como elas são e ter confrontado a realidade, agora você poderá mudar as coisas, agora você terá o poder de redirecionar o caminho que as coisas tomarão durante a sua vida no futuro.”- David de Ângelo.


Aceitando que as mulheres têm o seu lado obscuro, e que se não aprendermos a combatê-lo e superá-lo jamais conseguiremos um relacionamento sadio, mas que depois da Real é perfeitamente possível se relacionar sem problemas e desgastes emocionais.

Estude os relacionamentos, os mecanismos de seleção, as linguagens corporais, entenda todo o mecanismo, veja o porquê das coisas de forma critica e realística. 
Quando “todo o mistério” por traz dos relacionamentos acaba, você consegue um desapego verdadeiro.






Aprender profundamente a Real é a melhor coisa que um homem pode fazer, ele leva esses ensinamentos para toda a vida, e pode aplicar em diversas áreas, por isso, estude-a plenamente, lute e melhore de vida.

1 comentários:

  1. Bom texto!! conheci a pouco os blogs masculinistas,aprendi muitas coisas e outras percebi q ja fazia certo como esta o desapego... nunca tive medo de perder mulher, pq sinceramente vc estando com alguem vc perde mais, sao viajens, cursos, estar com amigos entre inumeras coisas que estando com alguem nao pode fazer ou vai fazer raramente, pra falar a verdade vc abre mao de sua vida por ela em troca de um pouco de sexo e muita dor de cabeça...

    ResponderExcluir