[Relato] As Prostitutas salvaram minha vida

Por Darth Silva

SALVE GUERREIROS DA REAL!!!


Recebi por e-mail um relato muito bom, sobre um homem que se libertou da matrix-sexual de hoje, e o incrivel que ele nem sabia e sequer citou a Real, Silvio, N.A. nem porra nenhuma, e analizando tudo friamente ele saiu da matrix e é hoje um empresario. leiam e reflitam.





As Prostitutas Salvaram Minha Vida.
Não, esse relato não é uma apologia a prostituição, e todos os fatos aqui citados por mim foram experiencia própria, estou apenas relatando como essas profissionais do sexo me ajudaram indiretamente a minha auto estima e como isso afetou positivamente minha vida.
Desde pequeno sempre notei que as mulheres ou mesmo meninas de minha geração nunca tinham olhos para mim, chegava nelas, tentava entrosar com elas um relacionamento, e as veses até conseguia, porem, o que eu sofri na mão delas foi um inferno. Eu era tratado como lixo por elas, até tapas na cara delas levei na frente de minha família e amigos, e como um bom babaca, ficava de cabeça baixa e aguentava tudo, pois como homem eu precisava desesperadamente de sexo, e aguentando as ofensas calado recebia sexo, embora muito ruins de acordo com o que eu imaginava que seria. Era cheio de não me toques, realmente elas decidiam quando eu poderia meter nelas, era complicado.

Bom, um dos principais fatos que fizeram com que eu acordasse de vez foi quando ouvi de um amigo meu que um conhecido dele tava tranzando havia 3 meses com minha namorada, e esse cara que a comia era conhecido de meu amigo e relatou para ele que a minha namorada fazia de tudo com ele, fazia coisas que eu sequer sonhava em fazer, diz ele que até DP ela fez a pedido desse cara.

Ouvindo aqui eu sai na hora, eram 2:00 da tarde fui esse cretino, e eu o achei e deci dando porrada nele, bati pra caralho nele e deixei ele no chão e sai correndo.
3 dias apos eu ter batido nele fui pego de surpresa por ele e mais 3 caras na frente de meu prédio. Levei a maior surra da minha vida, sai com um pé torcido e uma perna quebrada e dois dedos quebrados. Fiquei no hospital por 5 meses me recuperando.
Minha família descidiu e me aconselhou a sair da cidade, eu era estudante na epoca, pois eles achavam que eses vagabundos poderiam me pegar denovo. assim eu fiz e mudei de estado para estudar fora quando recuperado.
Porem no novo estado eu novamente namorei outra vagabunda e descobri que ela tambêm estava me traindo. 
Porem o belo da vida é que tu aprende com os fracassos, e eu sabia que se fosse tirar satisfação poderia me meter em encrencas, pois percebi que não só ela, mas todas as mulheres simplistente dão muito mais valor pra degenerados vagabundos, bandidos e pitty-boys dos que para homens trabalhadores e estudiosos. Eu simplismente cheguei nela e terminamos.

Como homem, eu precisava de sexo, e só via que o unico jeito era namorando, mas um dia um amigo meu me chamou pra gente estravazar e relaxar um pouco e me convidou para ir numa boate muito conceituada e lá eu poderia pagar garotas de programa e aproveitar a noite.

Na hora eu neguei, pois sempre achei que pagar por buceta era algo de perdedor, mas meu amigo me insistiu tanto que não tive mais argumentos e fui com ele para essa boate.
Eu tava um tanto cetico, mas quando uma morena que eu defino simplismente como deus passou perto de mim e puxou papo comigo.

Fomos conversando e ela falou o preço e tal, e eu aceitei e fui com ela.
Fui lá e fiz sexo com ela, mas eu notei algo diferente. Eu achava que o sexo com namoradas normais era mais verdadeiro do que com putas, mas depois do chá de buceta que tive, tive de ceder e declarar: Foi a melhor foda da minha vida.

Desde aquele dia eu fiquei impressionado e envergonhado com o tanto que tive de aguentar de mulheres no namoro para ter 1/4 de sexo que tuve com uma prostituta profissional, não dá pra comparar.

Desde aquele dia encontrei um modo de sanar minhas vontades sexuais, e com as minhas necessidades satisfeitas tive muito mais cabeça para as outras coisas, estudei com mais afinco e mais concentração, me formei com honras, meu trabalho teve uma prosperidade incrivel e virei um empresario dono de uma construtora e levanto predios com cobertiras de mais de 17 andarem, tanto na cidade como na praia. Minha vida financeira e familias melhorou muito, pois agora possa das mais atenção a meus pais e irmãos, e dou a eles tudo do bom e do melhor.

Eu não posso deixar de declarar que sa prostitutas literalmente me salvaram de um destino negro e sofrivel na mão das mulheres, que só me sugavam e nada recebia em troca do meu trabalho por elas. Agora não, eu tenho vontade de dar uma tranzada, vou lá e pago até 5 ao mesmo tempo se eu quizer. As prostitutas me livraram de rastejas como um verme para ter um sexo pobre e mal-feito. Me sinto livre agora!

3 comentários:

  1. "Me sinto livre agora!" praticamente a mesma coisa que falei depois de sair de um puteiro pos-matrix.

    ResponderExcluir
  2. Só espero que ele não se esqueça do sofrimento que passou e acabe se casando com um vadia que aparenta e se intitule "mulher exceção".

    MARRIAGE STRIKE = a melhor punição para as mulheres de hoje.

    ResponderExcluir
  3. Se as mulheres soubessem o quanto um puteiro é libertador, fariam atos terroristas contra puteiros.

    O lance é que uma puta ainda assim é mulher, e pode te sacanear, ficar vetando posições, te dar um chá de brochidão. Mas a relação termina naquela hora, voce não fica escravo. Trepou mal, voce não volta.

    E digo mais. É plenamente possível para um homem escravizar uma mulher como elas fazem com a gente. Só que a gente não tem muito gozo nisso. A gente quer é meter sem ter aporrinhações.

    Como a mulher tem indices hormonais mais baixos, ela vê prazer também em jogos.

    ResponderExcluir