Mulheres

Por Guru

As minhas vivências trazem relatos que demonstram na prática o que os conceitos apregoados por Nessahan Alita mostram em seus livros. As relações, sendo conjugais ou não, sempre estarão pautadas pela troca de interesses entre os envolvidos. Nessahan Alita apenas traz à tona os verdadeiros interesses almejados pelo homem e pela mulher. Ele desmascara falsas concepções, elucida a dinâmica da relação e destrói de uma vez por todas a já combalida idéia do amor tenro e romântico.
A realidade é só uma e indefectível. O homem em sua maioria busca nas mulheres o meio de saciar sua libido e concupiscência, à medida que a mulher procura satisfazer toda sua cupidez e reafirmar o seu poder feminino de dominação. Logo as mulheres se utilizam das fraquezas afetivas e sexuais dos homens para assim conquistarem seus objetivos escusos, fazendo isso, não raro, através de estratégias calhordas, ignominiosas e deploráveis, por mais que elas neguem veementemente tais ardis a si mesmas. As mulheres não se preocupam em utilizar os sentimentos alheios quando expostas a qualquer perigo, agindo inconscientemente. Um bom exemplo disso é que muitas colocam alguns homens na reserva para que, se abandonadas por algum macho ou passem por qualquer dificuldade financeira, se usem deles como recurso de emergência com o fim de libertarem-se dos problemas que elas, por sim mesmas, não conseguiriam resolver. Essa criatura feminina que opta pelo mal, pelas licenças morais e despautério, entregando-se aos arroubos hormonais que deveriam estar sob controle da consciência e da razão, muitas vezes possui uma chance de retratação. Entretanto, aferrada aos maus hábitos, revolve as mesmas estratégias de ordem psicológica e desperdiçam notável oportunidade que culminaria em iminente progresso moral. Eis a grande realidade nua, crua e sem atavios.

Muitos poetas, músicos e escritores devanearam demasiadamente e engrandeceram o espírito feminino sem saberem que estavam a canonizar bestas feras. Oh, se o homem estivesse cônscio do impio fado que o aguarda quando ele inicia um relacionamento, jamais se envolveria em tal empreitada e sua relação não progrediria além do intróito.

Por mais valioso que o homem seja e por mais perspícuos sejam também suas virtudes, ele sempre estará sujeito a possíveis abandonos temporários, indiferença e até mesmo ao fato de ser definitivamente trocado por outro macho que quase sempre não é superior ao primeiro. Embora um homem seja bem-sucedido socialmente, financeiramente e academicamente, ele pode ser trocado por outro que possua mais “status”, mais dinheiro ou que simplesmente seja um cafajeste. O “status” é definido pelo contexto social. Não importa a natureza, complexidade e relevância da atividade que um homem possa exercer, porque seu “status” depende mais fortemente da sua representatividade social. Dessa forma um médico emérito e intelectual, que salva dezenas de vidas e é importantíssimo para o desenvolvimento do país, pode muito bem ser trocado por um “pop star” do Rock ou por um jogador de futebol muito famoso. Isso ocorre justamente pelo fato desse mesmo jogador fazer algo que está inculcado na cultura brasileira, ser orgulho nacional e ter projeção midiática, FATO. A mulher que submete um homem famoso vê nele o motivo da sua álacre conquista e, não raro, orgulha-se disso. Não é à toa que existem histeria e desmaios em “shows” de grandes bandas, pois o delírio que os artistas provocam nas mulheres procede de sua evidência, da fama e de usufruírem a uma condição de superveniência, e não pelo que eles são em si mesmos.

O homem que é trocado por outro muitas vezes cultiva a esperança de um possível arrependimento ou remorso da sua companheira. Às vezes tal arrependimento se dá, mas é um fenômeno muito excepcional e raro. A mulher não sofrerá e nem ficará choramingando pelos cantos por ter abandonado sua antiga relação, pois elas não possuem a menor parcimônia quando trocam seu companheiro pregresso por algo que lhe parece mais fúlgido. A verossimilhança das minhas frases não advém unicamente dos livros de Nessahan, mas também é promanada pela minha experiência de vida.

1 comentários:

  1. O mais lamentável é que o homem na sua maioria tem a natureza muito boa, e sempre pensa: "Esta é uma excessão.". Devemos sempre prestar atenção aos sinais explícitos e implícitos que elas dão. Pois se prestarmos atenção ao comportamento delas vemos que é muito semelhante. E que parecem reponder melhor às palavras ilusórias masculinas que à sinceridade. =/

    ResponderExcluir