CARACTERÍSTICAS DO FALSAMENTE ``SEXO FRÁGIL´´

Por Nessahan Alita

1. Características do falsamente chamado “sexo frágil”
1. Comparam-se sempre umas com as outras.

2. São altamente competitivas.



3. Lutam para conquistar o homem de uma mulher linda.

4. São naturalmente adaptadas à espera.

5. Detestam homens débeis e fracassados.

6. Se dão bem apenas com homens que ignoram suas flutuações de humor e seguem seu ritmo.

7. Nunca deixam o homem concluir se são santas ou vadias para que não arranje outra.

8. Instrumentalizam o ciúme masculino.

9. Se auto-afirmam por meio do sofrimento masculino que se origina do desejo ou do amor (se culminar em suicídio, será melhor ainda e nenhuma piedade será sentida).

10. Não amam em simples retribuição ao fato de serem amadas mas sempre por algum interesse.

11. Gostam de enlouquecer o macho com torturas mentais.

12. Sofisticaram a tortura mental como forma de compensar a fragilidade física.

13. São emocionalmente muito mais fortes do que os homens.

14. Se entregam apenas àqueles que as tratam bem mas não se apaixonam.

15. Enjoam dos homens que abandonam totalmente os rituais de encantamento (bilhetinhos, poemas, filmes, presentinhos, chocolates...) ou que os realizam em demasia.

16. Tentam nos induzir a correr atrás delas para terem o prazer de nos repudiar.

17. Sentem-se atraentes quando conseguem rejeitar um homem.

18. Simulam desinteresse por sexo para ativar o desejo masculino.

19. Necessitam sempre sentir que estão enganando ou manipulando.

20. Quanto menos conseguem nos manipular e enganar, mais tentam fazê-lo.

21. Desistem dos jogos de engano e manipulação quando as ludibriamos habilmente, deixando-as supor que realmente o estão conseguindo.

22. Simulam fragilidade para ativar o instinto protetor masculino.

23. Jogam com o nosso medo de entristecê-las e desagradá-las.

24. Simulam indiferença para sugerir que estão interessadas em outro.




25. São pacientes.

26. Testam e observam reações.

27. São irresistivelmente atraídas por homens que lhes pareçam destacados, melhores do que os outros e, ao mesmo tempo, desinteressados.

28. Comportam-se como se sempre fossem desejadas.

29. Amam e se entregam totalmente aos cafajestes experientes.

30. Desejam um homem na mesma proporção em que outras mulheres o desejam.

31. Preferem aqueles que se aproximam fingindo não ter interesse.

32. Querem que o homem esconda seu desejo sexual até o momento da entrega.

33. Simulam indiferença para sugerir que estão interessadas em outro.

34. Têm verdadeira loucura por homens que compreendam seu mundo. O chamam de “diferente”.

35. Tornam-se inacessíveis após a conquista para que o homem preserve o sentimento que geraram.

36. Sempre tentam descobrir o que o macho sente nas várias situações.

37. Costumam “amarrar” o homem, repudiando-o e evitando-o.

38. Temem o ódio masculino real, sem mescla alguma de afeição.

39. Afastam-se para verificar se iremos atrás ou não.

40. Constantemente observam e avaliam se, como e quanto necessitamos delas emocionalmente.

41. Incitam perseguições atraindo e em seguida repudiando.

42. Nos torturam mentalmente dando e desfazendo esperanças de sexo.

43. Negam-nos a satisfação sexual plena para acender o nosso desejo.

44. Nunca permitem que saibamos se fogem porque querem ser deixadas em paz ou porque querem ser perseguidas.

45. Impressionam-se com homens decididos que não temem tomar atitudes enérgicas e as surpreendem.

46. Levam os tontos que as perseguem para onde querem.

47. Fogem e resistem para evitar que sua entrega provoque o desinteresse do “perseguidor”.

48. São irresistivelmente atraídas por aqueles que provocam emoções fortes.

49. Assediam aqueles que marcam sua imaginação como diferente e especial e, ao mesmo tempo, deixe entrever que está desinteressado.




50 - (o autor não escreveu)




51. Sentem-se seguras de seu poder de sedução quando são assediadas.

52. Têm necessidade de levantar a auto-estima assediando ou depreciando o homem que as rejeita.

53. Sempre acham que estão sendo desejadas quando um homem as observa detidamente ou toma a iniciativa do contato.

54. São física e psiquicamente lentas: demoram para serem encantadas, para terem o orgasmo, para tomarem decisões, para sentirem falta de sexo, suportam esperar muito tempo, são pacientes etc.

55. Não se compadecem por nosso sofrimento emocional.

56. Não se compadecem pelo sofrimento masculino ocasionado pela insatisfação sexual (consideram "frescura" ou "sem-vergonhice").

57. Uma vez relacionadas com um homem, ficam atrás dele somente se ele resistir mais do que elas, evitando buscar contato e sexo.

58. Tornam-se emocionalmente dependentes de homens protetores, seguros, decididos e que, ao mesmo tempo, não dependem delas emocionalmente.

59. Concebem o homem ideal como seguro, forte, distante, decidido e calmo.

60. Sonham em converter os cafajestes porque sua conversão seria uma prova inequívoca de amor.

61. Simulam desinteresse para não serem desprezadas como "fáceis".

62. São atraídas pelo macho "diferente" que seja superior aos outros em vários sentidos, principalmente na possibilidade de oferecer segurança.

63. Cultivam no homem a dependência.

64. Observam e testam continuamente os nossos sentimentos até o limite de romper a relação.

65. Instrumentalizam nossos erros em seu favor.

66. Jogam a culpa dos erros delas em nós.

67. Sempre possuem uma desculpa para as falhas.

68. Dobram e manipulam o homem quebrando sua resistência através da fragilidade.

69. Nos submetem e manipulam sem percebermos.

70. Sempre dão abertura para que outros a cortejem e nunca admitem.

71. Juram fidelidade de sentimento mas sempre se contradizem com atitudes suspeitas e “sem intenção”.

72. Não têm medo de jogar




74. Jogam com ambigüidades e evitam assumir as conseqüências.

75. São incapazes de visualizar a dor da insatisfação sexual masculina.

76. Descobrem os limites do homem jogando com seus sentimentos.

77. Sentem um alívio em sua angústia de não serem amadas quando descobrem que alguém sofre por elas.

78. Querem ser amadas por aqueles que sejam melhores em todos os sentidos.

79. Quase nunca estão satisfeitas com os homens com os quais contraem matrimônio.

80. Gostariam de ter um homem que correspondesse à satisfação de todos os seus desejos conflitivos e contraditórios.

81. Detestam adaptações.

2 comentários:

  1. POrra poe o Nome do autor ai meu! Postar sem por a fonte. O Autor é o Nessaha Ali.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Malz ae. Posto autor em tudo que é texto, fui me esquecer desse. Já to corrigindo.

      Excluir