Aprendam a argumentar, caralho!

Por Smith
Hoje, estava lendo um texto no site do Papo de Mangina, onde alguns "guerreiros da real", estavam tentando "meter a real" no mesmo. O problema é que até para um "guerreiro da real" ler aquilo foi decepcionante. Erros de ortografia, ataques pessoais, "gírias" que apenas nós entendemos, etc.


Vejam bem, se queremos formar um movimento sério, que mereça ser respeitado, precisamos dar motivos para isso. O que eu vou achar de alguém que chega em um texto que escrevi comentando o seguinte: 

"vc é uma feminazi disfarçada, vá lavar louça, aprenda a escrever um texto descente, vc está se basiando nisso só pra agradar bucetas, seu lambe salto de merda... kkkkkkkk"

Você, você, você... 


Vejam a diferença:
"- Cara, o que achou do filme que vimos ontem?
- Achei que você foi gay por ter usado aquela calça ontem.
- Mas eu perguntei sobre o filme..."

-----------

- Cara, o que você achou do filme que vimos ontem?
- Achei desinteressante, pelo fato de ter havido muito romantismo
- Ah sim, se eu soubesse, teria escolhido um de ação.
Entendem?

Na primeira conversa, o segundo homem devirtuou o assunto da conversa para atacar pessoalmente o primeiro. Isso não é argumentativo e passível de respeito.

Na segunda conversa, o segundo homem comentou sobre o assunto proposto pelo primeiro. Aí sim poderíamos relevar.

Leiam esse texto: http://canaldobufalo.galacta.org/2011/07/13/o-catalogo-de-taticas-de-intimidacao-contra-homens/

Se já estamos cansados e acostumados de ouvir os velhos mimimis feministas, por que faríamos a mesma coisa quando comentamos em textos com teores feministas?

Outra coisa, se nosso movimento merece ser levado a sério, porque iremos escrever ortograficamente incorreto ("descente", "escessão", "basiado", "mais" no lugar de "mas", etc), com linguagem de internet (vc, qdo, msm, kkkk, etc)? No fórum Homens Honrados há um tópico dissertando sobre esse assunto.
Portanto, quando forem "meter a real" por aí, o façam com bom senso, cuidado na escrita, e argumentos sólidos para que não passem uma imagem de um bando de "nerds revoltados de internet que xingam muito no twitter". Pois não serão levados a sério assim. E não se esqueçam de comentar sobre o texto. Não importa se o autor é machista, feminista, gay, hétero, etc, não importa. Não somos iguais as mulheres descritas no texto do Canal do Búfalo. Nós não atacamos pessoalmente. Nós argumentamos sobre o que foi proposto, sem gírias que só nós conhecemos (mangina, matrixiano, CSP, etc), nós não digitamos com erros ortográficos, nós não xingamos muito no twitter e nem "metemos a real" por aí como se fossemos uma metralhadora ambulante. Nós somos homens honrados merecedores de respeito. Por isso devemos agir como tais, para que tenhamos algum avanço.

O Papo de Mangina é um site, que hoje em dia descambou para o manginismo, isso é verdade. Mas eles sabem dialogar, sabem ser apresentáveis. Por isso é mais fácil para algum matrixiano respeitar o que eles dizem do que um "guerreiro da real" dizendo que "vc é uma feminazi disfarçada, vá lavar louça, aprenda a escrever um texto descente, vc está se basiando nisso só pra agradar bucetas, seu lambe salto de merda... kkkkkkkk"

Vejam o exemplo do Conde de M. Cristo, usuário daqui do fórum. Observe como ele "mete a real" em suas peregrinações pela web afora. Sem loucuras a estilo cientista maluco, com serenidade, respeito e argumentos e boa dissertação. É assim que todos deveriam fazer. 




É mais convincente dessa maneira do que achar que trazer alguém para a Real é ir dizendo: LEIA O BLOG DO SILVIO KOERICH, DOUTRINADOR, LEIA NESHAHAM (escrevendo o nome do autor errado) E SAIA DA MATRIX!! 

Estudar sobre como fazer uma boa redação também ajuda. As aulas e os livros de português estão aí para isso.

Eu sei que não sou nenhum mestre das palavras, não sei dissertar tão bem quanto alguns usuários aqui, como o Navarre, o Doutrinador, etc, mas sempre tento melhorar. Esse texto não é para algum usuário específico. Não era nem pra ser postado aqui no FSK. É mais para os usuários que gostam de sair "metendo a real por aí" a estilo revoltado.

Agradeço à atenção ao tópico.

3 comentários:

  1. Apoiado, toda vez que eu encontro um texto com erros ortográficos eu sinto vontade de parar de ler. Quem me garante que um cara que escreve errado está certo no que diz? Parece que essas pessoas não sabem o que é o corretor ortográfico do word.
    Além disso, não é nada legal ler um texto com internetês como vc, q, qdo e outros.

    ResponderExcluir
  2. Agradeço ao Sr. X pela divulgação. 

    Repetindo o que eu disse no FSK:
    Quanto ao nível ortográfico, repito o que o Harry, o Mito disse no HH:"Um português bem escrito é o mínimo. Não precisa ser um português culto e arcaico, mas pelo menos bem redigido e compreensível."Exatamente. O negócio não é ficar falando como se fosse um poeta da Idade Média, é só não cometer erros pífios de ortografia. Tem
    gente que fala "Ah, mas a real tem que ser metida de forma direta e 
    letal", mas precisa escrever tudo errado pra isso? As reais que o 
    Doutrinador sempre meteu então não são "diretas e letais" por causa 
    disso? Muita "porrada da real" que eu levei foi lendo os posts e o 
    formspring dele. Mas não devemos ficar atentos a somente isso. Tem que prestar atenção nas outras coisas que eu disse e exemplifiquei no post.Tem
    muita feminazi e mangina por aí que escrevem tudo corretamente, porém 
    não sabem argumentar, fazem ataques pessoais, etc. Um belo exemplo é 
    aquele professor universitário que comentou no Canal do Búfalo:"João Pedro Pasqua (Prof. Universitário) escreveu:29 de julho de 2011 às 10:35Procure um psicólogo, filho. Ser homossexual não é um problema, sinta-se bem com você mesmo."Ele
    escreve bem, é até professor de universidade, oooh. Mas qual foi o 
    argumento que ele usou para discutir sobre o texto? Ele sequer discutiu!
    Preferiu usar ataques pessoais ao autor. De que isso adianta? Um 
    comentário assim não tem utilidade nenhuma. É isso que também 
    devemos prestar atenção. Não vamos crescer se ficarmos em blogs dizendo 
    que os autores são isso ou aquilo, sem discutir sobre o assunto que foi 
    postado com bom senso e boa argumentação.

    ResponderExcluir