A real não oferece esperança

Muitos homens não irão querer sair da matrix.

No filme "Matrix 1", um dos membros da equipe do Neo trai os companheiros. Ele fez um acordo com os agentes da matrix. O que ele pediu em troca: que fosse "replugado" e que fosse feita uma lavagem cerebral, de forma que ele esquecesse as memórias fora da matrix. Ele alega que antes, quando estava plugado, era feliz por acreditar que sua vida era confortável.Ou, em outras palavras: a ignorância do sujeito sobre a realidade o deixava feliz.


A verdade é que o mundo fora da matrix não é fácil. E não é fácil por um motivo: este mundo não oferece qualquer tipo de esperança verdadeira. Para ninguém!

Quando você estava na matrix, havia aquela crença de que bastava seguir uma receita x para atingir a felicidade. A tal receita, apesar de falsa, trazia esperança. Você, realmente, acreditava que havia uma recompensa com as mulheres lá na frente. Bastava trilhar o caminho para encontrar sua recompensa.

Hoje, você sabe a real sobre a "recompensa". A maioria dos homens jamais irá encontrar recompensa alguma com as mulheres! A maioria irá penar com elas, e ficará andando em círculos em busca de uma felicidade falsa até a morte!

Todas as esperanças em que você acreditava morreram de uma hora para outra! Tudo aquilo em que você se apoiava, tudo aquilo que te inspirava, se mostrou uma mentira! E qual é a consequência disso? A consequência é que a esperança de muitos ex-matrixianos morreu! E, quando a esperança morre, restam dois caminhos para o sujeito: o desânimo ou a revolta! Não existe meio-termo! A morte da esperança jamais trará uma consequência benéfica para a pessoa!

O cérebro humano é viciado em esperança. Ele precisa de esperança para manter sua sanidade. O estado de desânimo é ruim. O estado de revolta é pior! Pessoas sem esperança não são saudáveis! E, instintivamente, o cérebro sabe disso!

É por isso que muitos homens rejeitarão a real. O cérebro entende que é necessário acreditar em algumas mentiras para manter a esperança viva. Aquele seu amigo que ri quando você fala sobre a real, na verdade, está lutando desesperadamente contra a realidade, numa tentativa patética de manter sua esperança viva. Ele sabe que a realidade pós-matrix não oferece esperança alguma! Por isso, prefere viver na mentira!

Vi um filme anos atrás, o MIB Homens de Preto. Em uma cena, o "J" saca sua arma especial em público para acertar um alien que está fugindo. Seu companheiro, "K", diz que ele jamais deve fazer isso. As pessoas não podem saber que aliens existem e talz. "J" rebate dizendo que não tem tempo de fazer "teatrinho" enquanto um raio mortal está prestes a destruir o planeta. "K", encerrando a discussão, diz: "Sempre terá um raio mortal ou qualquer coisa pronta para destruir a vida deste planeta. A única forma de essas pessoas continuarem felizes é não saberem de nada!".

A real é essa: o melhor para muitos é continuar na matrix tomando toco de mulher na balada. Zion não é lugar para frouxo. A real é para homens de verdade!

E a real é que não existe esperança nenhuma! Se você quer ter alguma esperança, trate você mesmo de criar uma. Seja você próprio sua esperança! Seja esperança para si e para quem está ao seu redor! Não adianta procurar esperança em scraps felizes do orkut ou em textos imbecis de auto-ajuda! A esperança é você quem faz!



  • Clicando no +1 do Google, mais pessoas irão ler este texto
  • Assine o feed do blog, receba os posts por email.
  • Gostou? Clique em “curtir” para que seus amigos do facebook vejam também.
  • Tweet este post!

9 comentários:

  1. O mundo fora da Matrix é feio, sujo e desagradável. São poucos os que conseguem viver nele.

    ResponderExcluir
  2. porra,demorou pra alguem dizer isso!

    e exatamente isso mesmo,sem esperanca,mas com mais chance de vencer na vida(financeiramente)e com muito menos chances de ser feito de otario/corno/provedor.

    ResponderExcluir
  3. porra,demorou pra alguem dizer isso!

    e exatamente isso mesmo,sem
    esperanca,mas com mais chance de vencer na vida(financeiramente)e com
    muito menos chances de ser feito de otario/corno/provedor.

    ResponderExcluir
  4. thehappysingledontmarrybehappy26 de julho de 2011 23:18

    Sensacional! Parabéns ao autor do texto.

    ResponderExcluir
  5. thehappysingledontmarrybehappy26 de julho de 2011 23:18

    Sensacional! Um dos melhores textos que já li.

    ResponderExcluir
  6. a minha esperança é me desenvolver cada vez mais, espiritualmente, e materialmente ( corpor, finanças....)

    ResponderExcluir
  7. Realmente, a pessoa quando conhece a Real, é como um choque batendo de frente com a visão de mundo da pessoa. É por isso que a Real é para poucos, muita gente quando conhece a Real volta para a Matrix, porque não aguenta a realidade, e prefere viver na ignorância.

    ResponderExcluir
  8. A mais pura verdade, não há esperança, o mundo é sujo, o que resta? Eu prefiro a revolta, peguei toda essa revolta e estou lutando a cada dia pelo meu desenvolvimento pessoal e realizar meu sonho(Entrar na academia militar Barro Branco). Nós devemos criar nossa esperança,o mundo sempre foi assim, achamos que as coisas deveriam mudar, mas quando nós mudamos, ou evoluímos no caso, percebemos que caminho devemos seguir.

    ResponderExcluir
  9. Amigo,

    Melhor exemplo sobre o que você falou são os retardados mentais que assim que descobrem a real logo perguntam:

    "QUAL É A SOLUÇÃO?" Pergunta típica de criança e gente psicologicamente dependente.

    Qualquer ser humano com 2 neurônios em uso iria achar ridículo fazer essa mesma pergunta para um cientista que está estudando um problema complexo completamente novo.

    Mas, existe sim solução. Case com uma ex-islâmica ou com uma mulher muito inferior a você.

    Isto é, uma mulher que você não considera ruim, mas a sociedade considera pelos motivos errados. Tipo uma que tem pouquissímos amigos ou que é considerada, conservadora demais, certinha demais (é raridade, claro).

    Com uma ex-islâmica, você consegue dar um golpe nessa religião que quer dominar o mundo e ainda tem uma mulher que leva a família a serio.

    ResponderExcluir