O Dia em que Saiu da Matrix

Por Hellboy

Sair dessa situação é algo meio que acumulativo, a tal bola de neve, vc vai se enchendo da situação a tal ponto que derrepente seu cerébro acorda para o verdadeiro mundo. Mas para muitos casos existe o dia "D", aquele dia que vc não pode acreditar que aconteceu e teve certeza absoluta do caráter feminino. Vou contar o meu caso:



Um tempo depois de levar um "quero ser só seu amigo", parti pra outra, conheci uma garota em uma festa de um amigo, ela me parecia perfeita, bonita, simpátiva, amável e prestativa, tudo que eu procurava. Rolou um papo legal e peguei seu telefone e liguei no dia seguinte. A partir daí foram dias nos falando apenas por tel, tudo parecia perfeito, ela gostava das mesmas coisas que eu, davamos risadas juntos e tudo mais. ela jogava insinuações claras de interesse (tipo, dizia que gostaria que estivesse com ela naquele momento, que eu era o sonho de qualquer mulher, etc...). Pois bem, nos falamos por 2 semanas todos os dias por telefone e marcamos um encontro onde foram eu, ela, mais dois amigos e duas amigas dela. As outras garotas já estavam meio que esquematizadas para meus amigos. Fomos a uma pizzaria. Chegando lá ela começou a conversar diretamente com os dois amigos meus e toda vez que eu ia entrar no assunto ela dava um sorriso amarelo. Fiquei bem espantado, mas ainda tinha a balada, e a conversa com o resto do povo tava animada. Na balada, logo na fila meu amigo tava de blusa e disse que queria tirar pelo calor, eu brinquei e falei: joga fora essa merda, e ele retrucou dizendo: essa blusa é minha vida. Neste momento ela abriu a bolsa, pegou a blusa dele e jogou lá. Dizendo: "Essa bolsa é minha vida, vamos ver se sua vida cabe dentro da minha vida?" todo mundo riu e eu pra não ficar óbvio a minha revolta dei um sorriso falso. Fomos pra pista e na rodinha de dança ela não tirava os olhos do cara, ele sacou e pelo visto deixou de lado a mina que estava encaminhada pra ele e retribuiu os olhares, não o culpo pois ele não sabia do meu grande interesse, só o outro. 

A galera dispersou depois de um tempo peguei ela, chamei de canto, comecei a jogar conversa no ouvido e ela fez cara feia, se afastou disse que não queria que todos tivessem se separado, ficou procurando o pessoal mechendo a cabeça comigo na frente com cara de paisagem. Peguei ela pelo braço e ela me jogou essa: Não quero te magoar, acho melhor continuar só amizade. Fiquei revoltado, olhei pra ela e já logo perguntei se ela tinha se interessado pelo meu amigo, ela abaixou a cabeça, disse que não tinha nada a ver e foi pro meio da pista, me deixando sozinho, procurar os demais. Não fui atrás. Depois de um tempo o amigo não envolvido no rolo veio me chamar, fui ficar jogadão no sofá da balada por uma hora até acabar a balada. Voltei o caminho todo sem dar uma palavra com ela. E ainda ouvi, perfeitamente ela caminhando na frente e fazendo comentários (pro cara que ela se interessou) sobre minha mudança de humor repentina achando infantilidade. Naquela noite ninguém ficou com ninguém (até onde sei) mas ninguém estava babando por ninguém igual eu estava por essa safada. Que duas semanas depois soube pelo outro amigo que aqueles olhares terminaram em uma “ficada” mais do que óbvia. Nunca mais falei com ela, ela me ligou e eu mandava dizer que não estava. Apaguei de tudo que é lugar seus contatos e passei a olhar o mundo feminino da maneira que ele realmente é: Destrutivo. Já fazem três anos desde então, hoje estou curado de todo pensamento de “homem bobinho”. Continuo sendo uma boa pessoa, pois é do meu caráter, minha personalidade ser assim, e sou assim com amigos e família. Mas com as mulheres hoje a história é muito diferente, e tudo mudou pra muito melhor.

Bom, essa é a minha história, o dia “D” em que sai da Matrix. Espero que esse tópico sirva para esse tipo de relato, pois ajuda muito a mostrar mais uma vez a real face das mulheres, por mais boazinha que possa parecer 

5 comentários:

  1. "Essa bolsa é minha vida, vamos ver se sua vida cabe dentro da minha vida?"
    Essa doeu até em mim!! Acabei de passar por situação parecida. Ainda bem que já estava preparado para isso.

    ResponderExcluir
  2. "Sair dessa situação é algo meio que acumulativo, a tal bola de neve, vc vai se enchendo da situação a tal ponto que derrepente seu cerébro acorda para o verdadeiro mundo."

    ---- Exatamente, muito bem colocado.

    "Mas para muitos casos existe o dia "D", aquele dia que vc não pode acreditar que aconteceu e teve certeza absoluta do caráter feminino."

    ---- Quando esse dia D chega, você passa a ter uma percepção que nunca havia tido na lida com as mulheres, e analisando acontecimentos anteriores, passa a detectar com precisão o que realmente se passou naquele tempo em que você não tinha capacidade pra enxergar a crueza dos fatos.

    ResponderExcluir
  3. Me permiti fazer uma análise deste caso:
    http://homensevoluidosbr.blogspot.com/2011/06/os-testes-de-seducao-da-mulher.html

    ResponderExcluir
  4. Me permiti fazer uma análise deste caso:
    http://homensevoluidosbr.blogspot.com/2011/06/os-testes-de-seducao-da-mulher.html

    ResponderExcluir
  5. Confrade...você nem chegou a ficar com a mina??
    Você ainda me fala que fazem 3 anos. Porra cara tú guardou até a data que uma mina te cortou.
    Mais eu gostei do título do seu texto "o dia d". Mais vo te falá uma verdade, esse foi seu "dia d" até então, mais quando você menos esperar, aí sim você terá a verdadeira bomba atômica explodindo. Vo te conta qual foi meu "dia d", até então, mais também estou ciente de que pode ser que outros ainda estão por vir.
    Após 4 anos de namoro e muitos sacrifícios, uma noite antes do dia d eu conversei com minha ex namorada normalmente, lá pelas 11 da noite, ela conversou comigo na maior tranquilidade do mundo disse que me amava com uma voz meiga e doce, e me desejou boa noite. Liguei pra ela quinze pras 7 da manhã. De repente me atente um cara me dizendo que ela tava dormindo na cama dele e que ela tinha dormido na casa dele. Esse dia foi o dia que eu acordei pra realidade, porém ainda não conhecia a real infelizmente.

    ResponderExcluir