OLODM - Pergunte ao Mestre Ice - Final

Tem como detectar logo de cara se uma mulher não presta,através de seus sinais corporais/linguagem corporal?Caso tenha,quais sinais é possível detectar isso?


Cara, não manjo absolutamente nada sobre linguagem corporal, logo, não saberei responder sua dúvida.
Mas a observação do comportamento é algo impescindível p se concluir se a mulher presta ou não p relacionamento.
É ver como se comporta com amigos, se fica ou dá p qualquer um, se respeita o pai, se cuida da casa (caso isso importe p vc), se cozinha (idem), se é fresca, se é consumista, se faz questão de frequentar lugares caros, se quer q vc pague a conta etc.

Considerados isoladamente, esses comportamentos não servem p atestar a indignidade d uma mulher.
Mas a junção de vários desses comportamentos é sinal infalível e um ótimo indicativo p tu cair fora.

Ice tem algum problema?
Nenhum problema.

@Malx
Como são mtas perguntas, não as transcreverei e responderei de forma contínua, pq são relacionadas.

Não apenas acredito, como conheço várias q efetivamente se converteram e mudaram d vida.

Não sei como é ensinado na sua igreja, mas d acordo com os ensinamentos bíblicos, o q importa para a salvação é reconhecer, aceitar e confessar q Cristo é filho de Deus, morreu crucificado pelos nossos pecados e ressuscitou, é nosso Salvador e Redentor.
A bíblia diz d forma mto clara q a salvação não vem por merecimento (efésios), pq absolutamente ninguém merece ser salvo, se somos salvos, é apenas pq Deus permitiu essa escolha.
Se pecar fosse sinônimo d inferno, nem céu existiria, leia Timóteo.
Contudo, a conversão é um ato notório, de maneira q quem se converte não continua com as mesmas práticas, discorrerei sobre isso logo mais.

Não caia no terrorismo do inferno, q mtos religiosos usam como forma d controle d seus fieis, mas tb não caia no papo furado d q é possível viver como se quer e mesmo assim ser salvo.
Não vou citar tudo aqui pq senão fica gigante (e já tenho tendência a escrever mto, então já viu).

Cara, dentro das igrejas existem as pessoas convencidas e as pessoas convertidas.
Pessoas convencidas são aquelas q até acreditam na bíblia, mas não tiveram uma experiência real de conversão e salvação.
Essas pessoas são aquelas q frequentam a igreja mas não experimentam uma conversão.

Por outro lado existem as convertidas, essas sim demonstram de forma notória a mudança em suas vidas.
Como eu disse no post anterior, ninguém é salvo por merecimento.
Mas o verdadeiro convertido não vive na prática do pecado, pq ao ser salvo, a pessoa recebe o Espírito Santo, q passa a habitar em seu corpo (lembra q o corpo é templo do espírito?), uma vez q o Espírito d Deus habita em alguém, é impossível q essa pessoa tenha prazer nas práticas nocivas q desenvolvia antes.
Uma experiência pessoal: parei d fumar no exato momento em q aceitei Jesus, não senti absolutamente nenhum efeito d abstinência, foi como se nunca tivesse fumado na vida.
O cara até peca, não estou dizendo q se torna alguém q nunca mais peca, só q qdo peca se sente incomodada, se sente mal consigo mesma, ela já não tem prazer em fazer o q fazia antes.

Não digo q haveria uma mudança, há uma verdadeira revolução na vida da pessoa, dada a radicalidade com q ela passa a enxergar as coisas.
Por isso, se a pessoa diz q aceitou Jesus como seu Senhor e Salvador, mas continua na mesma vidinha marromeno, tem alguma coisa errada.
Pode ser q a pessoa tenha sido convencida ou está mentindo.
Tem aquelas q mentem p si mesmas, pensam q se converteran, mas na verdade não se converteram coisa nenhuma.
Lembre-se q a bíblia fala "aquele q confessar com sua boca e crer com seu coração, será salvo".
Confessar é fácil, crer com o coração são outros 500.

E isso não se restringe às mulheres, só as citei pq percebo q são mais fáceis de serem convencidas (pq será q vendedores preferem atender mulheres?).
Sobre salvação e mudança, resumidamente é isso.  

Cara, no tocante a escolher mulheres p se relacionar, eu não acho q a igreja seja um lugar nem pior e nem melhor p se procurar uma.

Lógico q não vamos comparar uma igreja a um boteco, uma boate, uma zona...
Mas tampouco podemos comparar escolas, teatros, restaurantes, ambiente de trabalho, cinema etc., com esses lugares.
A igreja é um lugar tão bom (ou tão ruim) qto qualquer outro p se procurar uma mulher p relacionamento.
Isso pq, como disse anteriormente, religião não é atestado de caráter.
Não é pq se diz cristã q a pessoa é decente.
Assim como existem cristãos safados (incluindo padres e pastores), existem pessoas q não são cristãs e são decentes.
Como eu venho repetindo constantemente nesse tópico, o único critério confiável p se medir o caráter d uma mulher é seu comportamento, nada mais.
Família, religião, procedência, naturalidade, raça, nada disso importa qdo estamos falando d caráter.

Agora, qto a procurar uma menina da sua religião devido à harmonia de pensamentos e afinidades, não tenho dúvida q é uma prática salutar.
Isso vai poupar trabalho e aborrecimentos para ambos.
Imaginem um árabe muçulano casado com uma judia, vai prestar?

Casamento de pessoas com religiões diferentes só dá certo qdo ambos não levam sua religião a sério.
Pq se um crente dedicado se casar com uma católica dedicada, é certo q AMBOS terão problemas e mtos aborrecimentos.
Imaginem um umbandista casando com uma católica fervorosa, vai prestar? É lógico q não!
Agora, se estiverem cagando e andando p religião, não faz diferença o q o outro faz ou deixa d fazer.

Ainda q só um leve a religião a sério, não dará certo, pq o q não leva fará coisas q aborrecerão o q leva e vice-versa.
Imaginem q o cara não tá nem aí p religião, mas blasfema, sua esposa catolica fervorosa não vai gostar e isso vai gerar brigas.
O cara quer ir p boate encher a cara, a mulher não vai querer acompanhar. 

Acho q partindo desse raciocínio sobre ambos ter a mesma linha d pensamento, compensa procurar uma menina q professe a mesma religião q vc.
Com relação ao caráter, realmente não vejo diferença entre religiosas e sem religião em nenhum aspecto.


Acho q as meninas de criação mto severa são as mais perigosas.
Não estou dizendo q não prestam.
Mas pessoas mto reprimidas tendem a se esconder, raramente mostram como verdadeiramente são.
Vale a velha pergunta: será q a guria é virgem por escolha, por imposição ou por falta d oportunidade?

Eu desconfiaria d uma menina a quem não se permite fazer nada, pois seu caráter permanece uma incógnita, é imprevisível o q ela pode fazer qdo se livrar da repressão dos pais (casando ou indo estudar fora, por exemplo), ela pode despirucar e querer tirar o atraso, dae tu ganha vários pares d chfres, pq vadia ela sempre foi, mas nunca teve oportunidade de extravazar.
Quem é q nunca conheceu aquelas gurias d república q são santas em sua cidade natal e as maiores piranhas na faculdade?

É importante observar se a menina teve escolha e optou pelo lado da decência ou se sua pseudo decência é apenas uma consequência da repressão.
Estudei com uma guria q só dava o cu p molecada pq queria casar virgem por causa da religião, era Testemunha de Jeová, se não me engano.
Tecnicamente era virgem, mas moralmente era uma tremenda vadia.

Por sua vez, garotas de famílias tradicionais, desde q sejam funcionais, tendem a ser mais equilibradas e demonstram um caráter mais verdadeiro, mas tb não é atestado d integridade.  

-----------------------

Sr. X: quero agradecer ao Ice, que provou ser, realmente, um mestre da Real. Agradeço, ainda a comunidade "O Lado Obscuro das Mulheres" que cedeu os textos para publicação neste blog. 

Até a próxima!

0 comentários:

Postar um comentário