OLODM - Pergunte ao Mestre Ice - 5ª parte

como conseguir o desapego? 

Cara, pode parecer arrogância ou algum tipo de sentimento de superioridade, mas não é.
Eu consegui me desapegar qdo passei a prestar atenção a algumas circunstâncias envolvendo homens e mulheres.
De início, preste atenção nos detalhes envolvendo a vida dos homens e da vida da mulher e me diga de início, só de olhar, quem é mais sincero?
O homem, explico:
O homem está sempre de cara limpa, a mulher não!
P começar mulher usa maquiagem, o que esconde sua verdadeira beleza, ou ausência dela. Umas até q moderam, mas outras parecem q passam massa corrida na cara.
Se fosse só maquiagem, a gente dava um desconto, mas é sutiã com enchimento e bojo para "realçar" os seios (leia-se levantar p ninguém perceber q estão moles e caídos e fazê-los parecer maior do que são), calcinha com enchimento, cinta p disfarçar a banha da barriga, meia p disfarçar celulite etc.
Já o homem não, a esmagadora maioria mostra a cara limpa, barrigudo, feio ou careca, é assim mesmo q o cara sai de casa.
Dificilmente uma mulher passará pela desagradável surpresa de ir p cama com um cara bonito e acordar do lado de um monstro, coisa q acontece com mta frequência com os homens, pq no dia seguinte a guria tira a maquiagem ou então ela borra e fica parecendo um urso panda com aqueles olhos pretos.

Além disso, tem outro aspecto q eu JAMAIS consegui entender:
Como é que um ser humano consegue aceitar ser sustentado por uma pessoa q não seja seu pai e sua mãe?
Essa naturalidade com q as mulheres aceitam ser sustentadas pelos homens é algo q simplesmente não entra na minha cabeça.
Mas o pior é q elas acham q tem direito de ser sustentadas.
Perae, com base em quê elas pensar ter direito a ser sustentadas pelo cara?
Não tem fundamento p isso, não tem a mínima lógica.
Essa exigência por si só demole todo o discurso feminista, kd a independência feminina?  

Vendo isto e vendo quem sou, passei a me valorizar mto mais do q poderia valorizar qualquer mulher.
Repito, não é arrogância e nem sentimento de superioridade, não acho q sou mais ou melhor do q ninguém.
Mas sei me valorizar e mulher nenhuma merece q eu jogue minha honra no lixo por ela.
Meu desapego teve esse ponto de partida, isso pq me ative apenas a duas questões, tem mtas outras, mas acho q já deu p entender o princípio.

Conseguir o desapego, por outro lado, não é algo fácil ou rápido, precisa de mto treino e mta reflexão, vc precisa internalizar os conceitos q aprende.
Qdo vc internaliza algo, aquilo passa a fazer parte d vc.
É como dirigir, no início o cara não sabe, aprende o q precisa fazer e precisa pensar p dirigir, isso é decorar, o cara aprendeu e decorou.
Com o passar do tempo, dirigir se torna algo natural e automático, ele simplesmente entra no carro e dirige.
Isso é internalizar.
Ler, falar e andar funcionam da mesma forma, internalizamos de tal forma essas habilidades, q parece q nascemos com elas.

Não basta conhecer, vc precisa internalizar.
Eu internalizei meu valor e meu amor próprio, isso torna um pouco mais fácil o exercício do desapego.
Internalizei q mulher não é nenhuma santa q são sacanas, mesquinhas, falsas, mentirosas, manipuladoras e egoístas, tal como qualquer ser humano.
Internalizei q mulher é apenas um ser humano e não algo divino, supremo e perfeito q deve ser venerado, isso facilita mto a conseguir se desapegar.

Mas não sei se é possível ser TOTALMENTE desapegado, eu mesmo não acho q tenha completado o caminho, talvez tenha chegado no meio, mas não ouso dizer q já não preciso me preocupar com essa questão.

0 comentários:

Postar um comentário