Aumenta o número de japoneses sem interesse por sexo

Por Railanderson

Publicado em 16/01/2011 11:26
Aumenta o número de japoneses sem interesse por sexo
Segundo uma pesquisa, 58% das jovens japonesas não têm apetite sexual
Japão , Tokyo - ipcdigital.com / Ministério do Trabalho, Saúde e Bem-estar Social



O Ministério do Trabalho, Saúde e Bem-estar Social (MTSBS) divulgou na quarta-feira (12), que o número de pessoas não interessadas em sexo no país vem aumentando.

Segundo a pesquisa, cerca de 40% dos casais japoneses

O estudo sobre a vida e atitude de homens e mulheres - realizada a cada dois anos - foi feita em setembro de 2010 e entrevistou três mil homens e mulheres com idade entre 16 e 49 anos.

O MTSBS considera a vida sem sexo diretamente ligada ao problema da baixa taxa de natalidade da população japonesa. "Precisamos melhorar a comunicação entre homens e mulheres e repensar sobre a carga horária de trabalho", disse o diretor da Associação de Planejamento Familiar, Kunio Kitamura.

A porcentagem de homens que respondeu não ter interesse por sexo ou que tem algum tipo de aversão é de 18%, um aumento de 8% em relação a pesquisa de 2008. Entre as mulheres o índice chegou a 48%. Aumentos consideráveis foram notados entre as pessoas quem têm entre 16 e 19 anos de idade, onde a porcentagem de mulheres que disseram não ter apetite sexual aumentou de 46,9%, em 2008, para 58,5% em 2010. Entre os homens, o índice aumentou de 17,5% para 36,1%.

Enquanto isso, o número de casais que convivem sem sexo - aqueles que não praticam sexo em período equivalente a um mês ou mais - ultrapassou, pela primeira vez, a marca dos 40%. Entre os casais que têm mais de 40 anos de idade a taxa chegou perto dos 50%.

Para os homens casados, a principal razão por não levar uma vida sexualmente ativa é o cansaço causado pelo trabalho. Já as esposas justificaram o sexo como "trabalhoso". Se consideradas as respostas de maridos e esposas juntos, 20,9% dos casais acham que "de alguma forma" o desinteresse pelo sexo veio após o nascimento dos filhos. convivem sem se relacionar sexualmente.

Dank respondeu:

Isso ae é um négocio fodido ae...

Tenho vários amigos japoneses e tenho também várias niponicas que conheço.

Japonês é um povo tarado!
Mas a razão deles é outra. È abstinência.

Vejam, no Japão, as mulheres são muito mais paparicadas do que aqui. A manginesse lá é um absurdo. To falando isso por relatos de amigos meus.

Te digo uma coisa..., lá é pau a pau com aqueles casos absurdos do Estados Unidos.

Colega meu me disse, que lá existem casas de acompanhantes.
"Blz, Dank. Puteiro?"

Não brothers, é uma casa, onde tu paga por um tempo com uma mulher gostosa, apenas, APENAS pra conversar e PAGAR bebidas PRA ela.

Os caras trabalham que nem uns desgraçados, e por solidão e desprezo das mulheres, eles pagam pra alguém conversar com eles. È digno de pena.

Mulher lá tu só consegue se for rico ou marginal.

O resto(a maioria da população) vive pagando pra conversar e uma vez em tempos pagando pra dar uma metida(porque o preço lá é um absurdo).

E AINDA, tem casos de que o cara trabalha que nem um filha da puta pra bancar a mulher, e ela vai e larga ele e dá pros traficantes e caras de gangue.

Não é atoa que é um dos países que mais tem suicídios,

Hentai e outras coisas eróticas são um refugo dos caras ae.

Uma forma que descobriram de aliviar as tensões e não cometer crimes de estupro. Porque lá também tem essas vagabundas e diferentemente da maioria da japonesas daqui elas são peitudas pra caraio.

John Junior finalizou o tópico:

Engraçada e estranha mesmo essa situação do hentai servir de válvula de escape pras taradices dos japoneses... Porque se há uma coisa totalmente louca, é o tal do Hentai !

Se alguém já leu vários (como eu), percebe que quase sempre os hentais se dividem em alguns estilos bem definidos e os protagonistas quase sempre são as mulheres (mesmo no material produzido pra homens, porque também existe hentai voltado pro público feminino):

- Hentai comum: seria o equivalente das HQ's pornô ocidentais, mas com bem mais humor/drama. Podem acontecer enormes orgias, mas com as coisas acontecendo dentro de uma normalidade aceitável. Tem uma forte tendência a apresentar mulheres taradas mas submissas e homens infantilizados, quase sempre inferiores a elas no aspecto físico. Também são comuns histórias de evolução do mangina pra cafa e de santinha pra vagabunda. Este estilo me parece estar em extinção, pela crescente pressão por histórias mais agressivas/violentas/orgiásticas (opinião pessoal, claro).
- Harém: um único cara, geralmente um bocó que vira um alfa-destacado depois, come várias mulheres fazendo orgias o tempo todo. Elas em geral são amigas de infância, colegas de sala ou vizinhas;
- Harém inverso: uma mulher transa com homens em quantidades industriais. Ela é inteligente, linda e os homens que transam com ela são absolutamente idiotas. Normalmente ela termina a história feliz-para-sempre, com um macho-alfa destacado que assume o papel de Capitão-salva-puta, que a ama apesar de tudo;
- Estupro: um cara sozinho ou um pequeno grupo estupra mulheres ou fazem BDSM com extrema violência. Curiosamente, as estupradas acabam gostando dessa situação e convidam outras amiguinhas pra serem abusadas também. Em várias histórias, as mulheres são estupradas por tentáculos demoníacos/monstruosos/alienígenas;
- Futanari: aqualas bizarras histórias de mulheres com pau. Futanati , nesse contexto, quer dizer hermafrodita e deve ter público cativo entre homens que procuram travestis Twisted Evil ;
- Bizarrices: nessa categoria genérica, eu englobaria as histórias de sexo com animais em forma de gente (Furry); sexo em meio a mutilações, sangue e membros decepados (Guro); mulheres com peitos gigantescos (Bakunyuu) e as três categorias que TODOS DEVEM EVITAR, que são Lolicon, Shotacon e Toddlercon, que envolve abuso de crianças e bebês (!!!). Não acessem sites nem guardem material com essas porcarias porque a Polícia Federal monitora o acesso a esse tipo de material na internet.

No fim das contas, a mensagem é a clara: os homens japoneses estão com sua sexualidade reprimida em um nível abusivo, e estão refletindo esse abuso psicológico nos quadrinhos de maneira explícita. Sonham com mulheres lindíssimas, submissas e que façam sexo em quantidades colossais, mas tem à disposição apenas mulheres excessivamente exigentes e feminazistas. Só podia dar nisso...

3 comentários:

  1. Você é patético. 
    " pagando pra dar uma metida(porque o preço lá é um absurdo)"
    Acha que uma mulher deve vender o corpo e pior, acha que deve vender por um preço baratinho.
    Você é um lixo, deve pagar para uma mulher te aturar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desde quando ele acha ou desacha alguma coisa?

      E outra: não tem essa de mulher "dever vender o corpo", imbecil.

      Coisa mais antiga na face da Terra é homem precisam de sexo e mulher com interesse em se aproveitar nisso (ganhar uma graninha, no caso).

      Vai te tratar, sua criatura louca de pedra...

      Excluir