Virilidade e honra e a destruição de um cafa

Por Mó Humirde

E ae, seus filhos duma putona de caminhoneiro, tudo firmão?

Eu tou de boa, andei arrombando umas vadias aí, comendo costela de porco,vendo futebol, capinado, enfim tenho tudo que um macho viril e honrado precisa.
Andei sumido da comunidade e nas últimas semanas só fiquei de canto lendo essa bagaça aqui.

Notei que entraram novos membros e não fiquei muito contente com eles. A maioria são uns frangotinhos cretinos leitores de dicas de sedução, que acham que pra pegar vagabas tem que bancar o cafa ricaço, ostendando riqueza, carrões e uma corrente de ouro imbecil no pescoço.

Em outros tempos eu perseguiria esses pedacinhos de merda post por post, esmurrando as fuças deles até aprenderem alguma coisa, mas como o meu tempo anda mais curto que a piroquinha de 3cm do Osvaldo, vou dar o recado todo nesse post mesmo.

Eu sei que muita gente aqui passa o dia todo tocando punheta e nem presta atenção nas notícias, mas se vcs viram o último Fantástico pra descascar uma banana pra cavala da Patricia Poeta devem ter visto aquela reportagem sobre a situação vergonhosa do Romário.

Como todo mundo sabe, Romário é o maior cafa do Brasil. Feio e marrento mas rico e famoso, usava seu status pra catar mulher a rodo. Tambám engravidou muitas vagabas e hj paga muitas pensões.
Os punheiteiros que se lembram dele nos tempos áureos, qndo enfileirava gostosas famosas feito um terneiro na puberdade num harém de vacas, acham ele o cara, um exemplo a ser seguido. Parecia que o "garanhão" sabia lidar com as mulheres como niguém: mandava ver e depois tocava fora.

Mas agora a verdade veio à tona:

não era o Romário que usava as vadias, mas elas que usavam ele.
Ele não foi o maior pegador de rainhas de bateria da história por ser o fodão marrento que decidia todas as partidas, como muitos imbecis acreditavam e o admiravam por isso, mas simplesmente porque tinha grana. As vagabas trepavam com o paspalhão, engravidavam e arrancavam uma pensão dele. Dinheiro, esse era o feromônio do "baixinho"!

O Fantástico mostrou o saldo da putaria: falido e com todo patrimônio hipotecado, o otário foi pro xilindró por não-pagamento de pensão à primeira mulher e só saiu depois de molhar a mão da vadia.

Agora que tão querendo penhorar até as Ferraris do energúmeno, ele vai ter que se contentar com uma punhetinha pras Playboys das vagabas que ele comeu.

E isso que quero enfatizar: o cafa não é aquele que pega a mulherada por suas qualidades pessoais, mas por características externas como dinheiro, fama ou até mesmo a sua fama de pegador. As mulheres não querem ele. Querem o que ele pode dar em troca. Como são umas vagabas interesseiras, arregaçam a bunda e aguentam a piroquinha ridícula do cafa por isso.

O cafa não é o verdadeiro conquistador. É apenas um merdinha que compra mulheres com seu status. Um dia isso acaba e as vagabas somem.

O verdadeiro conquistador é o homem viril e honrado. Ele tem valores, ele não se rebaixa por uma gostosa, não move uma palha nem dá um centavo por ela.

E no entando elas correm atrás dele: porque elas gostam e admiram o homem seguro, que não se rebaixa, que não precisa ostentar carrões pra mostrar que é fodão porque é seguro de si e sabe do seu valor.

O homem viril e honrado é o verdadeiro macho, aquele que sabe tratar a mulher como uma égua na cama. É mentira que a mulher não gosta de sexo. Elas não gostam é de trepada mal-feita, e as maioria dos moleirões metrossexuais de hj em dia não sabem comer mulher. Qndo elas encontram um macho que sabe usar o pau como um touro reprodutor, elas gamam e querem mais e mais pica.

Então esqueçam esssas porras de "carros viris", dinheiro e merdas do tipo como tática pra pegar mulher. Tenham princípios, sejam viris e seguro, desprezem as mulheres e mostrem que elas precisam de vcs e não o contrário.

E só esse o caminho: virilidade e honra!

O resto é ilusão, o resto é Romário.

6 comentários:

  1. Vc por acaso é um Apóstolo cristão ? Deveria estar na bíblia Sagrada tais argumento. Parabéns parceiro. Esta molecada que se gaba de ostentação pra usufruto sexual na verdade não passa de matrixianos á mercê de da filosofia embucetante da mídia feminista controladora de acéfalos.

    ResponderExcluir
  2. Pensando de forma mais linear porém, vejo que há um impasse nestes casos. Sendo o sujeito um homem honrado e viril, com um comportamento altamente qualificado em suas açãos, pautado pela moralidade e ética, pela integridade de valores firmados na família, sem ao menos saber o que é isto, sem a menor referência tanto social quanto familiar talvez, sem visão de causa e efeito, sem aceitação social e sendo assim passando como " fresco machistinha ", e tendo uma personalidade aprendiz, emocionalmente sentindo - se um merda, consequentemente não comendo mulher nenhuma ou pouquíssimas ou mulheres subclassificadas, optaria por abrir mão de tal fervor idealista, o que é muito mais aceitável tanto pelas mulheres quanto por seus " amigos ", e assim sendo tendo mais oportunidades de sexo ?
    A questão que proponho o pensamento é : Quais as benesses individuais pra que alguém se proponha a tomar uma atitude tão radical á visão secular afim de se privar em função do coletivo, que talvez só exista em teoria ? Isto é vantajoso até onde ? Onde o sujeito pode chegar agindo desta forma ? Vc, autor do texto, é praticante e comprova pessoalmete oque prega viver ? Os leitores do blog são praticantes por realmente entenderem tais princípios aqui pregados e trilham realmente este caminho por opção ou por condição, numa forma de se sentirem justiçados, numa tentativa revanchista de dar o troco ?
    Não subestimo de forma alguma o entendimento e capacidade de assimilação dos leitores em geral, ou até mesmo do autor do texto, o que afirmo é que teoria e prática são distintas em si, é fato, e ler N. A. não capacita ninguém a se tornar um homem viril e honrado, o que muitos idiotinhas sentem na pele no dia a dia. A experiência gabarita e molda o cidadão, e a maioria do publico alvo destes blogs masculinistas são inexperientes de várias formas pela pouca idade, e vivendo também o vigor de suas vidas, o que torna improvável que tais aplicações teóricas se validem por si apenas.
    Reflitam ...

    ResponderExcluir
  3. Caro amigo, isso vai da personalidade de cada um, se o cara vai querer comer todas, vai ler o blog e passar batido, por causa do vigor da vida. Ler esses blogs é pra quem quer mudar as coisas, pois está tudo banalizado hoje em dia. É como diz o ditado: cada cabeça uma sentença, uns vão ler e absorver as idéias e outros apenas vão ler para rir ou por pura falta do que fazer.

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  5. Pensando de forma mais linear porém, vejo que há um impasse nestes casos. Sendo o sujeito um homem honrado e viril, com um comportamento altamente qualificado em suas açãos, pautado pela moralidade e ética, pela integridade de valores firmados na família, sem ao menos saber o que é isto, sem a menor referência tanto social quanto familiar talvez, sem visão de causa e efeito, sem aceitação social e sendo assim passando como " fresco machistinha ", e tendo uma personalidade aprendiz, emocionalmente sentindo - se um merda, consequentemente não comendo mulher nenhuma ou pouquíssimas ou mulheres subclassificadas, optaria por abrir mão de tal fervor idealista, o que é muito mais aceitável tanto pelas mulheres quanto por seus " amigos ", e assim sendo tendo mais oportunidades de sexo ?
    A questão que proponho o pensamento é : Quais as benesses individuais pra que alguém se proponha a tomar uma atitude tão radical á visão secular afim de se privar em função do coletivo, que talvez só exista em teoria ? Isto é vantajoso até onde ? Onde o sujeito pode chegar agindo desta forma ? Vc, autor do texto, é praticante e comprova pessoalmete oque prega viver ? Os leitores do blog são praticantes por realmente entenderem tais princípios aqui pregados e trilham realmente este caminho por opção ou por condição, numa forma de se sentirem justiçados, numa tentativa revanchista de dar o troco ?
    Não subestimo de forma alguma o entendimento e capacidade de assimilação dos leitores em geral, ou até mesmo do autor do texto, o que afirmo é que teoria e prática são distintas em si, é fato, e ler N. A. não capacita ninguém a se tornar um homem viril e honrado, o que muitos idiotinhas sentem na pele no dia a dia. A experiência gabarita e molda o cidadão, e a maioria do publico alvo destes blogs masculinistas são inexperientes de várias formas pela pouca idade, e vivendo também o vigor de suas vidas, o que torna improvável que tais aplicações teóricas se validem por si apenas.
    Reflitam ...

    ResponderExcluir
  6. Caro amigo, isso vai da personalidade de cada um, se o cara vai querer comer todas, vai ler o blog e passar batido, por causa do vigor da vida. Ler esses blogs é pra quem quer mudar as coisas, pois está tudo banalizado hoje em dia. É como diz o ditado: cada cabeça uma sentença, uns vão ler e absorver as idéias e outros apenas vão ler para rir ou por pura falta do que fazer.

    ResponderExcluir