Férias do Conde.

Caros e ilustres confrades da Real.

Para quem não sabia,tirei umas semanas de férias (merecida por sinal),pois o estress já estava me consumindo cada dia mais diante de tanto trabalho na minha loja.

Vou lhes contar como foi esse meu retiro,pois embora estivesse viajando,curtindo,eu,como um Guerreiro da Real estou sempre atento ao que ocorre à minha volta,em se tratando de Matrixianos,Manginas e Feministas.Aliás,a Real comeu solta durante a minha estadia.


Bom,fui para uma cidade do interior de MG,ao norte,mais precisamente em um distrito desta cidade.Fui ficar na casa da minha tia que lá mora,onde fui muito bem recebido e acolhido por sinal.Optei por esse destino,por alguns motivos,dentre eles de procurar total sossego e paz e ficar distante da balbúrdia da merda do Carnaval.É um distrito de pouco mais de 10.000 habitantes,chão de terra,galinha,cavalo,boi comuns no meio da rua.Não tem sinal de celular e a internet por lá é uma bosta,praticamente à manivela.Mas era exatamente o que eu procurava e precisava,sem mais.

Um pequeno resumo das minhas atividades diárias:

*Acordava cedo,na faixa de umas 7 à 8 horas,tomava um café da manhã nervoso que minha tia fazia e ia com meus primos e amigos para a cachoeira ou rio pescar/nadar ou andar à cavalo;

*Voltava,almoçava,descansava e à tarde ia ao boteco de um amigo meu para algumas horas de sinuca e cervejas viris;

*Logo após,umas 16,17 horas,íamos jogar bola em um campo ao lado da casa da minha tia;

*Voltava,tomava um banho,jantava (comida de fogão à lenha-delícia!) e em seguida ia para a rua principal com o pessoal.Durante a semana ficávamos na pracinha de lá conversando e tomando uns gorós .De quinta à domingo,freqüentava umas baladinhas toscas que tinham por lá ou ia para a Cidade;

**Detalhe,confrades:por eu ser de São Paulo,branco,bom porte físico e com grana no bolso,modéstia à parte,choveu de mulher dando em cima,impressionante.No total,eu fiquei saindo sempre com uma,a Letícia (nome fictício),uma morena de olhos claros e lábios carnudos deliciosa.Mas em razão da minha alta libido e virilidade,comi outras três sem fazer o mínimo de esforço.Simplesmente vieram até mim e quiseram me dar,ficar comigo.

Bem,vamos entrar nos assuntos pertinentes à nós aqui.O lugar é repleto de manginas/matrixianos .E as mulheres,em quase toda sua totalidade,apesar da atenção dispensada à mim,são todas um bando de egocêntricas vadias fúteis dissimuladas.E incluo,com certeza,as que eu peguei.

A Letícia eu conheci logo no 1° dia.Fui com meus primos/amigos na cachoeira e ela estava lá com 2 amigas.Quando chegamos,ela ficou me olhando e cochichando com elas,claramente falando à meu respeito.Não demorou muito para eu me aproximar delas e iniciar uma conversa e integrar todos que ali estavam.A Letícia tem na faixa de 1.70 m,26 anos,sem filhos,morena,cabelos encaracolados,olhos claros cor de mel,lábios carnudos,peitos médios,bunda empinada e coxas grossas.Delícia!Conversa vai e vem,fiquei com ela e voltamos todo mundo junto para o almoço.Combinamos de nos vermos à noite,na pracinha.

Nisso,mais tarde quando estava jogando sinuca e tomando umas cervas geladas,aparece uma menininha,de uns 7 anos,me entregando um bilhete de uma mina que queria me conhecer.Disse para mesma vir até o bar que a gente conversava.Veio,conversamos rapidamente, e marcamos de nos vermos uma hora depois,na casa da avó dela que estava vazia.Fui e passei a vara nela sem a menor dificuldade.E ela fazia de tudo pra me agradar.

Já à noite fui me encontrar com a Letícia.Marcamos às 21 hrs.Chegando lá,eis que ela estava toda emburrada.Já me veio soltando os cachorros:

“Fiquei sabendo que você estava de conversinha com a Paula(nome fictício) no boteco.E me falaram que tu foi se encontrar com ela na casa da vó dela.Como você me explica isso?”

Respondi:

“Sim,é verdade mesmo.Conheci a Paula aqui,ela quis me conhecer.Me senti atraído por ela e fui na casa da avó dela e ficamos de boa lá.Agora acho engraçado esse seu piti inútil.Não sou nada seu,você sabe muito bem o que eu quero com as mulheres daqui e tu vem me fazer cobrança?Vai se foder,garota.Quer ficar comigo,de boa,vai ser assim.Se quiser.Se não quiser,boa sorte pra ti,e a minha curtição vai ser a mesma.”

Incrivelmente,ela silenciou um pouco e logo veio me abraçando pedindo desculpas,para que eu não a deixasse,que ela queria curtir cada minuto em que eu estivesse por lá.E eu ainda lhe perguntei:”É isso mesmo que você quer?Já sabe das minha condições.”

Fomos para um barzinho,tomamos umas,ficamos de amasso e logo em seguida ela me levou até a casa dela no qual mora com a irmã.Fomos até o seu quarto e tome sexo selvagem.A mina caprichou demais,confrades,parecia ser a última foda da vida dela.

Fiquei com ela durante os dias seguintes.Ela me tratou que nem um Rei.Nas festas que tinham e que nós íamos,ela fazia questão de estar super arrumada,eu nem tanto,e de andar sempre de mãos dadas comigo,me abraçando e paparicando.

Em uma destas festas,meu primo conheceu duas minas que vieram do Espírito Santo.Ficou com uma delas e ele me falou depois que a outra ficou afim de me conhecer.No dia seguinte,ele armou o esquema na casa que elas estavam.Fomos até lá e,de novo,após assarmos uma carne e tomarmos umas cervas,a mina me deu sem nenhuma dificuldade.Antes dela ir embora,dois dias depois,ainda comi de novo.

Teve um fim de semana em que minha tia e meus primos foram para um sítio de uma amiga dela e ficou eu,a minha prima e a filhinha dela,de 3 anos.Foi só o pessoal sair que a minha prima começou com putariazinha barata pro meu lado.Aquelas brincadeirinhas de tirar sarro,dar tapa,ficar encostando toda hora.Não demorou muito para a minha libido entrar em erupção e catei ela,dei uns amassos e comi ela o fim de semana todo.Isso que eu tava saindo com a Letícia também,foi uma verdadeira maratona sexual.

No dia de vir embora,a Letícia me pediu para que eu passasse na casa dela antes de eu ir.Fui e chegando,ela fez um baita almoço.Comemos,bebemos e fomos conversar na varanda.Os olhos dela se encheu de lágrimas e ela me abraçou e disse:

“Não vai embora!Fica mais uns dias.Embora sejam poucos dias que ficamos juntos,eu estou completamente apaixonada por você.Vou fazer o possível para que até o meio do ano eu vá para a casa da minha tia em SP morar com ela e arrumar trabalho só para ficar perto de você.Você me espera?”

Eu respondi:

“Também curti te conhecer.Você é uma mina gente boa,me deu muita atenção e tals.Mas você acha mesmo que indo pra SP vai dar certo nós 2?Como já te disse algumas vezes,não quero nada sério com nenhuma mina.O que vivemos aqui não vou me esquecer,foi muito bom.Só não quero te iludir,atrasar sua vida.”

Ficou um silêncio e em seguida me despedi dela para poder partir.Ela chorou muito,abraçados.Trocamos todos os contatos.Me despedi em definitivo,fui pra casa da minha tia,me despedi de todos,agradeci e fui embora.Cheguei aqui,ontem à noite,e ela me ligou.Disse que estava com saudade,aquela coisa toda.E me mandou recado e depoimento no Face book e Orkut.Hoje ela me ligou de novo,à tarde,na minha loja.
E agora,cá estou eu de volta,escrevendo mais um tópico da Real para os confrades.

**Observações:

1)Reparem como as mulheres não têm o menor pudor para conseguirem ficar com homens cobiçados.Tanto a Letícia como as demais que fiquei/transei não fizeram a menor cerimônia para isso.Meti do jeito que eu quis,virei elas do avesso sem nenhuma frescura da parte delas;

2)Elas fazem de tudo para ficar com o cara destacado.Vão até ele,se insinuam.Tudo por conta do ego fútil delas,de ter o prazer de sair com ele e conseguir seu troféu para se exibir para as amigas.E entra naquela proporção 80% das mulheres disputam 20% dos homens destacados;

3)A Letícia ficou extremamente apaixonada por mim,pois foi a que dei maior atenção.Mas eu estava sempre no comando.Ela era totalmente submissa.Nem o fato de eu ter transado com outra mina e ela saber disso a fez se afastar de mim.Tudo por conta de mulher gostar de relações impossíveis e conflituosas,de correr atrás de homens que cagam e andam para elas;

4)A minha prima,uma mãe solteira vadia,também ficou de historinha de paixãozinha pro meu lado.Louca pra arrumar um Capitão Salva Putas.Isso porque o filho do maior fazendeiro da região,um grande matrixiano por sinal, é louco por ela.Deve ser dele mesmo essa missão;

5)Divulguei a Real para muitos amigos meus por lá.Em uma de minhas idas ao centro da cidade maior do lado,imprimi 20 livros de Nessahan Alita,A Guerra da Paixão, e distribuí entre eles.Mini peregrinação,mesmo em férias.

Sem mais,

O Nobre Conde de Monte Cristo.

0 comentários:

Postar um comentário